Pinhão: Atendendo a uma denuncia anônima policiais são recebidos a tiros. No confronto um foi morto, outro fugiu e um foi preso

Às 4 horas do dia 21 de setembro, policiais militares foram até o assentamento Mato Branco, Zona Rural, atendendo denúncia anônima de furto de cabeças de gado e que havia um foragido do sistema prisional. Segundo a denúncia, ele e seu cunhado, seu capanga, portavam armas de fogo de vários calibres e atiravam em uma prancha de madeira.

O foragido abrigava-se numa residência dali, mas não foi encontrado ninguém em seu interior. Continuando as buscas, foram localizados vários fardos de erva-mate nas margens da estrada e que, segundo o solicitante, era vendida pelos dois sujeitos para indivíduos da localidade. Populares informaram que eles e o condutor do caminhão Ford F4000, de cor cinza, estariam carregando uma carga de erva-mate ali na região e que estariam fortemente armados.

Em patrulhamento, a equipe visualizou, em sentido contrário, o tal veículo, iniciando então a abordagem policial, constando que o capanga estava na carroceria e portava uma arma longa. Ao perceber a presença da viatura, o foragido saltou de dentro do veículo pela porta do passageiro e efetuou vários tiros em direção dos policiais e correu em direção ao matagal.

Os policiais revidaram. Durante a troca de tiros, ordenaram que o motorista saísse da cabine do caminhão e deitasse no chão. Simultaneamente, o cunhado do foragido jogou a espingarda calibre 12 ao chão da carroceria, levantou as mãos na altura dos ombros e ficou de costas para a equipe, entretanto, durante a aproximação dos policiais, no mesmo instante que baixava uma das mãos, levou a outra em direção à cintura, girou o corpo de frente para a equipe, tentando sacar um revólver, mas foi alertado que permanecesse de mãos para o alto e de costas e que não sacasse a arma, mas a ordem não foi acatada.

Em resposta à iminente ameaça, foram disparados tiros em sua direção, sendo alvejado, permanecendo imóvel. Ainda, por medida de segurança, foram realizadas buscas nas proximidades na finalidade de ter por certo o fim do confronto.

O condutor do caminhão foi algemado, uma vez que oferecia perigo à equipe policial, e colocado em local seguro. Este informou que o foragido usava um colete balístico por baixo da camisa, mas não soube precisar o nível de proteção. Disse também que percebeu um volume no bolso da calça dele, que aparentava ser uma arma de fogo.

De imediato, a Polícia Civil foi informada e acionou a Criminalística e o IML.

O local foi isolado. Foi encontrado pela Polícia Civil com o alvejado um revólver, cromado, calibre 38, modelo Ruby Extra, com numeração de série 17644, com capacidade para 6 tiros, contendo seis munições da marca CBC SPL, intactas. Ainda aos seus pés, uma espingarda, cal. 12, modelo 651, sem marca aparente, com capacidade para um disparo, e carregada com uma munição intacta e uma touca de cor cinza com preto, pendurada em sua calça. Foram encontradas ainda, cinco munições intactas de cal. 12, e uma munição intacta cal. 38, marca Aguila, uma munição intacta cal. 38, marca Windchester e três munições intactas cal. 38, marca CBC.

O caminhão foi liberado para que o condutor retirasse do local, sendo encaminhado até a Delegacia de Policia Civil para ser ouvido. Ele foi orientado quanto aos procedimentos cabíveis.

Com informações do  Dpto Comunicação/ 16º BPM

Deixe uma resposta

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: