Capa e Editorial da Edição nº 762

Editorial

Senhores candidatos…

A população está descrente, ela já não vê razão para escolher um candidato, está cansada de flores, sorrisos e promessas nas campanhas e esquecimento depois. Os eleitores vão às urnas porque são obrigados, mas estão desestimulados, enjoados de ouvir muito e ver pouco acontecer, na verdade muitas vezes nada acontece depois do pleito eleitoral. È isso mesmo senhores candidatos, antes de convencer o eleitor a votar em vocês, terão que conseguir com que ele ache que vale a pena ouvir. Os cidadãos cansaram de falação, promessas e pouca ação. E nós, do Fatos do Iguaçu, que já estamos há dezenove anos noticiando as noticias dos municípios, ficamos com a sensação que o povo realmente tem motivo para estar descrente, afinal, os problemas continuam os mesmos, estradas sem conservação, saúde cheia de carências de médicos a remédios, a geração de renda e emprego continua sendo gargalo. Pinhão tem potencial turístico, mas nada de fato acontece. É, senhores candidatos que estão aí e vão à disputa dos votos, o vencedor não leva um prêmio, leva muita responsabilidade e problemas. Poder traz com certeza muitos bônus, mas querer ser prefeito e vereador é querer lidar com muitos ônus. Porque prefeito e vereador nunca são procurados para receber elogios, para eles só vem problemas, dificuldades e a eles não é dado o direito de dizer agora não, não sei, depois vemos, agora não vou ouvir o povo. Ser prefeito e vereador é gostar de gente, é ter vontade de buscar solução de problemas graves. Senhores candidatos, vocês já pensaram que estão brigando para assumir o comando de uma grande família? No caso de Pinhão, mais de trinta mil, em Reserva do Iguaçu, mais de sete mil habitantes, e uma família que tem muitos problemas, que passam de gestantes e seus cuidados a idosos e suas necessidades e com um orçamento bem menor do que precisa e muitas vezes já está engessado. Senhores candidatos, governar uma cidade é cuidar de vidas, quando ela é mal administrada, vidas se perdem, pais vão para longe das famílias, crianças não chegam às escolas, escolas não são de qualidade, postos de saúde superlotam, portanto, campanha e promessa, senhores candidatos, é coisa séria e o eleitor merece muito respeito. Portanto, lembrem-se, que ao pedir o voto, vocês estão solicitando que as pessoas entreguem seus sonhos e vida em suas mãos, então, por favor, tenham um mínimo de dignidade e só prometam aquilo que de fato possam cumprir.

Um comentário em “Capa e Editorial da Edição nº 762

  • 21 de agosto de 2016 em 18:08
    Permalink

    VALEU FATOS PELO O PUXÃO DE ORELHA.MAS O FATO É QUE A MUITOS ANOS NÃO É PERMITIDO SONHAR NO PINHÃO.ENTRA PREFEITO, SAI PREFEITO E AO FIM DE CADA GESTÃO O SENTIMENTO QUE TEMOS É A FRUSTRAÇÃO,RESULTADO DE MAIS QUATRO ANOS PERDIDOS PARA O PINHÃO.DENTRE OS DIVERSOS PROBLEMAS DA NOSSA CIDADE EU DESTACO A GERAÇÃO DE EMPREGOS ,POIS ESTE FAZ QUE AS PESSOAS MESMO DE CORAÇÃO PARTIDO DEIXEM SEUS FAMILIARES EM BUSCA DE UMA OPORTUNIDADE EM OUTRAS CIDADES E ISSO INDEPENDE DA SUA FORMAÇÃO.O FATO É QUE OS QUE JÁ PASSARÃO OU SÃO MUITO INCOMPETENTES OU MUITO MENTIROSOS….

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + nove =

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: