Alvaro Dias desiste de candidatura à Presidência do Senado

Foto: Pedro França/Agência Senado

Da Redação com Agência Senado

O senador Alvaro Dias (Pode-PR) não vai mais concorrer à Presidência do Senado. Da tribuna, ele disse que a “renúncia não é fácil, não é um ato de covardia, mas é um desprendimento”.

— Esta renúncia é em respeito ao Brasil. Não quero ser acusado depois de ser responsável pela eleição de Renan Calheiros, sendo acusado de ter dividido os votos no campo da mudança, pois o fatiamento leva a não mudar — explicou.

Ele lamentou que “os ventos da mudança não tiveram portas abertas na sua entrada no Congresso Nacional”. Afirmou que imaginou ser candidato não para exercer o poder pela ambição de exercê-lo, mas para ser o porta-voz de uma ideia de mudança que foi escrita nas urnas nas eleições do ano passado.

Ele criticou ainda a chamada velha política, que segundo ele, está “muito viva” na Casa.

— Durante décadas o Senado foi governado por um mesmo grupo político e alternância é um princípio básico da democracia. Um único partido político governou esta Casa durante os 34 anos da Nova República. Apenas durante dois anos não esteve presidindo, comandando, administrando esta Casa. E onde está o nosso conceito? Onde está nossa imagem? O nosso conceito, a nossa imagem, está no chão — considerou.

Ele agradeceu, ainda, o apoio que recebeu da população nas enquetes feitas na internet que o escolhiam como presidente do Senado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − 12 =

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: