Foto: Bernardo Gonzales/CCS/TRE-PR

Segurança Pública do Paraná anuncia Lei Seca para as Eleições 2020

Está proibido o consumo, em locais públicos, de bebidas alcoólicas entre as 05h e 17h

Redação Fatos do Iguaçu

Nesta sexta-feira (13), em coletiva de imprensa, o secretário da Segurança Pública do Paraná (SESP), coronel Romulo Marinho Soares, anunciou a adoção da Lei Seca em todo o Paraná no primeiro turno das Eleições 2020, que ocorrerá no próximo domingo (15). De acordo com a Resolução nº 395/2020 da Casa Civil, está proibido o consumo, em locais públicos, de bebidas alcoólicas entre as 05h e 17h do dia da votação. O coronel declarou que o objetivo da medida “é estimular que o cidadão vá à votação sóbrio e, quando terminar de votar, vá para sua casa, evitando aglomerar, visto que estamos vivendo uma pandemia”.

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), desembargador Tito Campos de Paula, elencou algumas medidas da Justiça Eleitoral para garantir a segurança sanitária nas Eleições 2020. “Neste ano, fomos surpreendidos pela pandemia, mas podemos assegurar que a Justiça Eleitoral de todo o Brasil e, principalmente aqui, do estado do Paraná, fez tudo que estava ao seu alcance para garantir a realização do pleito com segurança e em tranquilidade, em especial no aspecto sanitário”, disse.

Eleitor sem máscara

Além da Lei Seca, a coletiva tratou das medidas sanitárias nos locais de votação, dos crimes eleitorais e do efetivo policial. O coronel Romulo afirmou que, caso um eleitor compareça sem máscara, será orientado sobre o uso obrigatório.

Efetivo policial

Na coletiva, o comandante-geral da Polícia Militar do Paraná, coronel Péricles de Matos, declarou que a Polícia Militar fará a segurança em mais de 4 mil pontos de votação, empregando 10 mil homens, por meio da permanência dos agentes e também do rádio patrulhamento. “Esperamos baixa incidência de ocorrências, tanto pelos protocolos referentes ao Coronavírus, bem como devido ao planejamento adotado pelas instituições envolvidas”, afirmou o coronel.

A coletiva de imprensa foi transmitida ao vivo e pode ser assistida na íntegra pelo canal do TRE-PR no YouTube.

Fonte: CCS/TRE-PR

Faça seu comentário