Pinhão produzira farinha e outros derivados do milho

Texto e Fotos: Nara Coelho

No dia 22 de fevereiro, a Cooafapi – Cooperativa da Agricultura Familiar de Pinhão e a APLEPI- Associação dos Produtores de Leite passaram pela última etapa de avaliação, que foi apresentar aos técnicos do Banco Mundial, que financia o Programa Pro Rural do Estado, suas entidades e os projetos que pleiteavam investimento. As duas entidades passaram e com louvor pela avaliação.

Na terça-feira, 23 de maio, na presença do prefeito Odir Gotardo, (PT) de Pinhão, do chefe do Núcleo de Guarapuava da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do Paraná, Arthur Bittencourt Filho, a presidente da Cooafapi Claudemara Veiga, assinou o convênio com o Programa Pro Rural e vai receber o investimento de R$ 419.757,19. Esse valor será investido para reestruturar a agroindústria de farinha de milho, passando assim a produzir derivados de milho não transgênicos produzidos no município: Bem como equipar uma cozinha semi industrial para embalar e acondicionar produtos hortifrutigranjeiros produzidos pela agricultura familiar local.

A assinatura do convênio contou com a presença de representantes da Emater, do Sindraf, Comaper, Comder, membros da diretoria da Cooafapi, e todos foram unânimes em dizer que esse foi um projeto construído a várias mãos e que foi essa união que permitiu o excelente resultado. Que o desafio agora é estimular junto aos produtores da agricultura familiar a produção do milho orgânico.

Deixe uma resposta

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: