CHEGA DE DECRETOS, SERÁ??

Essa pandemia veio mostrar que muitos têm dificuldade de lidar com regras, com determinações. A grande verdade é que um mundo sem regras, é um mundo de caos. A saúde pública e privada está à beira de um colapso, e parte disso é devido a indivíduos e grupos que não se sujeitam a decretos, burlam as determinações sanitárias, fazem aglomerações, ignoram a Pandemia. Ignorar os números dessa Pandemia, ignorar a situação dos hospitais, é uma burrice superlativa.

Não podemos politizar a pandemia e infelizmente isso tem acontecido, embora é verdade que em meio a tudo isso, deveria ter um planejamento melhor na questão de vacinação, tanto da parte do governo federal, como estadual e outros. Outro grande problema em relação a burlar regras, está justamente na esfera política, não generalizando, mas quantos desvios de verbas, de investimentos, para lidar com a Pandemia, foram revelados, fora aqueles que ainda estão encobertos. O pior é que aqueles que burlam essas regras, recorrem e recorrem, e no final, as penas se transformam em nada e logo estão de novo sendo candidatos, e pior ainda, o povo elege.

A questão é muito complicada, e no final da história vemos que o burlar regras, o tentar viver acima das regras, se aplica a todas as esferas. Há pessoas que vivem tentando criar um jeito de burlar princípios e valores, se esforçassem para fazer o que é certo, ganhariam muito mais, viveriam melhor e em paz. O fato é, os decretos estabelecidos na questão da Pandemia, não foram feitos sem propósito, as exigências do uso das máscaras e do álcool em gel, não são “intriga da oposição”, antes servem para prevenir, visando o bem de todos. Se todo mundo seguissem as regras de prevenção, certamente a saúde não estaria à beira de um colapso. Infelizmente a dificuldade é tanta em relação as determinações sanitárias, que tiveram que mexer no bolso dos cidadãos, aplicando “salgadas” multas, mas mesmo assim há pessoas que insistem em desafiar. O problema é mais profundo, o que falta é discernimento, prudência, paciência.

Há muitos mimados ridículos, que não aprenderam a esperar, a perseverar, tudo tem que ser do jeito que querem, na hora que querem e no mais, que se dane o mundo. Não tem como viver sem princípios e valores e achar que vai dar tudo certo no final. Não tem como burlar as regras e achar que vai chegar bem lá na frente. Há consequências, há colheita, tanto para que burla regras, como para quem as segue com as motivações corretas. Antes que alguém levante questão de regras e leis ditatoriais, deixo claro que não são estas regras que defendo aqui. Enfim o que cabe a cada um de nós é pedirmos a Deus sabedoria, para ter um discernimento claro na forma como vivemos e agimos.

Precisamos ter uma visão mais ampla da vida e não somente do nosso umbigo, do nosso eu, e sim considerar o outro, seguir as determinações da saúde devido a pandemia é um ato de amor ao próximo, de cuidado com os seus. Quando princípios e valores bem fundamentos, são pensados e colocados visando o melhor, seguir a eles não se torna um peso e sim um esforço esperançoso, um contentamento, pois o melhor está por vir.

Rev Sandro – pastor da Igreja Presbiteriana de Pinhão

LEIA TAMBÉM:

Para quem ama a vida e quer ser feliz

Eu não aprovei isso, e você?

Faça seu comentário