17 de janeiro de 2020

EDITORIAL

                                Tudo a passos lentos…  Será?

O ano iniciou, as engrenagens ainda estão assim, podemos dizer, em câmera lenta, mas, devagar tudo vai voltando ao ritmo normal. Os novos conselheiros tomaram posse, já estão na ativa, é verdade que vários deles foram reeleitos, assim não tiveram parada ao final do ano, ossos do ofício.

O que se espera é que o tão falado entrosamento maior com a sociedade durante a campanha dos conselheiros se torne uma prática do conselho. Em Reserva do Iguaçu o Conselho Tutelar tem um diferencial, está sob o comando de cinco mulheres, ficamos na torcida para elas mostrarem que esse diferencial vai fazer a diferença na condução do conselho.

Segundo o presidente do país, a carne ajudou os trabalhadores, já que ele alega que deu o novo reajuste no salário mínimo devido à inflação provocada pela carne, fica a pergunta: o reajuste dado vai dar para comprar um quilo de carne?

Os comerciantes começam o ano tendo que se agilizar, pois o ano começa com o Corpo de Bombeiro fazendo a fiscalização nos estabelecimentos comerciais e quem não estiver com os equipamentos e procedimentos dentro das normas vai ter que desembolsar uma boa grana, porque as multas são pesadas, pelo que se pode observar os bombeiros não estão a passos lentos, as fiscalizações já começaram.

Outro setor que está se movimentando bem é o político, nos bastidores claro, enquanto os trabalhadores e cidadãos estão curtindo as viagens e praia, os pré-candidatos e apoiadores estão trabalhando, estão só proseando como dizem eles, mas entre um chimarrão e uma prosa as alianças estão acontecendo, porque como dizem os políticos experientes, em ano eleitoral quem tira férias corre sério risco de passar os próximos quatro veraneando.


Compartilhe

Veja mais