Capa e Editorial da Edição nº: 902

 05 de julho de2019

EDITORIAL

                                                    “Os Deficientes”

Qualquer pessoa ao olhar à sua volta vai observar que a natureza é linda e rica porque é cheia de diferenças. Se essa mesma pessoa continuar olhando à sua volta vai ver que as pessoas são diferentes, seja no aspecto físico ou na forma de ver a vida.

A riqueza da vida está aí, nas diferenças. Contudo, apesar delas fazerem parte da vida de todas as pessoas, existe algumas diferenças que chamam a atenção de uma parcela da população, seja porque as pessoas têm uma orientação sexual que não é a mais comum, seja porque essa pessoa tem uma deficiência mais visível, porque deficiência toda pessoa tem, apenas algumas são mais possíveis de ser despistadas, escondidas.

Olha que algumas deficiências de algumas pessoas são graves, pois são deficiências de caráter, essas deficiências costumam ser escondidas, prejudicam a vida de muita gente.

Porque as deficiências físicas e até de desenvolvimento mental que algumas pessoas trazem não a tornam nem mais nem menos diante do restante da humanidade, apenas diferentes, só que terão que ter o trabalho a mais de lidar com os preconceitos, com as barreiras arquitetônicas, espaciais criadas pelos seres humanos que ainda na sua maioria não aprenderam a pensar no outro quando estão a realizar suas construções e edificações.

Terão que lidar com a falta do respeito, pois essa é uma diferença que ainda se encontra na espécie humana uns já compreenderam que tudo na vida passa pelo respeito ao outro, enquanto outros acreditam que só aquilo que vem ao encontro dos seus desejos merece respeito. Até porque na vida há deficientes de vários tipos, cegos e surdos, fisicamente impossibilitados de ver e ouvir, as pessoas que insistem em ver e ouvir o que lhes convém, o que não os obriga a sair do seu mundinho.

Os paralíticos que estão em cadeiras de rodas, os que decidiram que vão parar no tempo presos por convicções e crenças antigas cheias de ranços e preconceitos.

Por mais absurdo que possa parecer, todos merecem respeito e ser ouvido, pois só respeitando inclusive o que desrespeita as normas e ao outro é se pode de fato ensinar a ele o que é respeito.

 

Deixe uma resposta

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: