Bruno Silveira

Um livro de contos, poemas e fotografias

O jovem Bruno Aurélio Silveira, 23 anos, é o autor do livro Histórias Manchadas, que por meios de contos, poemas e fotografias fala da existência humana pelo viés da dor e fala muito sobre a dor dos invisíveis a sociedade.

O autor

Bruno é pinhãoense, cursa Letras na Unicentro, um leitor ávido, mesmo tendo descoberto o mundo da leitura “tarde”, como ele mesmo diz, aos 16 anos, é visível em sua obra encontrar temas e linhas do pensar da literatura clássica.

Histórias Manchadas

É um livro que usa três linguagens artísticas para falar da dor, do amor pulsante pela vida, vivenciada pelas pessoas no seu cotidiano.

Que evidencia como hoje as pessoas estão centradas no seu eu, “Os personagens são desapegados dos bens materiais, mas tem um amor pulsante pelo mundo” conta Bruno.

“Histórias Manchadas mostram o individuo dentro de um cotidiano que o engole, que ele encontra na arte um espaço para romper com esse cotidiano que os desmonta”, detalhou.

Na TVFatos a entrevista completa

A entrevista na íntegra onde Bruno fala da criação do Histórias Manchadas, da sua visão do mundo e de como a literatura pode levar as pessoas a olharem para o outro percebendo a vida além do seu pequeno mundinho, outros temas você assiste na TV Fatos:

 


Compartilhe

Veja mais