Vereador de Cantagalo é condenado a 11 anos e 3 meses de reclusão por uso irregular de diárias

Redação Fatos do Iguaçu com Assessoria

Um vereador de Cantagalo, foi condenado a 11 anos e 3 meses de reclusão, pagamento de multa (de 61,3 salários mínimos vigentes na época do crime) e perda da função pública.

O vereador também teve decretada a prisão preventiva. A decisão decorre de denúncia por peculato apresentada pela Promotoria de Justiça da comarca no âmbito da Operação Cosa Nostra, em decorrência do recebimento irregular de diárias entre fevereiro de 2013 e fevereiro de 2015.

De acordo com a denúncia, o vereador recebeu diárias irregulares em 16 ocasiões – em algumas delas, sem que sequer tivesse feito as viagens correspondentes; em outras, recebendo por mais dias do que os efetivamente utilizados. Ainda cabe recurso da decisão.

Deixe uma resposta

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: