Tom Holland

Homem-Aranha: Sem Volta pra Casa estreia na próxima semana e Tom Holland com certeza é O cara sob os holofotes!

O terceiro filme solo do herói interpretado (pela sexta vez) por Holland é um dos mais esperados do ano e promete muita ação.

Apesar de ser conhecido por vestir o traje do Spiderman, o ator tem muitos outros filmes em seu currículo e não sabe se continuará a carreira de ator.

Aliás, ele está pensando o que quer para o seu futuro.

Ele falou sobre isso e sobre Sem Volta para Casa (é claro!) recentemente em uma entrevista ao The Holywood Reporter que você confere a seguir.

The Holywood Reporter: Bem, Tom, a prévia de Sem Volta para Casa foram os 38 minutos mais rápidos da minha vida.
[Nota do THR: membros da mídia viram os primeiros 38 minutos do filme no início deste mês.]

Tom Holland: Oh sim, o filme realmente continua e nem dá tempo de respirar depois que começa!

THR: Você já disse que Homem-Aranha: Sem Volta para Casa é o filme solo de super-herói mais ambicioso já feito.
Seu terceiro 
filme do Homem-Aranha sempre foi tão ambicioso ou se tornou cada vez mais grandioso conforme a Marvel e a Sony fechavam um acordo?

TH: Sim, acho que eles sempre querem que esses filmes tenham uma progressão natural, mas não acho que eles poderiam ter previsto que esse filme seria tão grande e teria esse tipo de reação dos fãs.
A ideia inicial do multiverso era meio que uma piada, na verdade. Quer dizer, era uma daquelas coisas em que todo mundo dizia: “Uau, não seria divertido?”
E eu acho que Kevin Feige disse, “Sim, isso seria muito divertido. Por que não fazemos isso? ”
Então, tiro meu chapéu para os criativos incríveis da Marvel e da Sony, que foram capazes não apenas de extrair o lado criativo, mas também do lado logístico.
Trazendo pessoas de volta, problemas de agendamento, lutando com COVID, seguindo os protocolos de segurança. Foi uma filmagem difícil, mas todos nos juntamos e fizemos acontecer.

THR: Como parte do acordo para este filme, você também deve aparecer em um filme da Marvel Studios independente da Sony.
Sem revelações, você já sabe em qual filme MCU você vai aparecer como o Homem-Aranha?

TH: Sim, isso não é exato de forma alguma.
O novo acordo que foi fechado foi um entendimento entre os dois estúdios de que se a Marvel quiser que eu apareça em um de seus filmes, então seria uma conversa aberta.
Não acho que seja tão preto no branco quanto “Tenho um contrato de três filmes com a Marvel e um contrato de três filmes com a Sony”.
É apenas uma conversa aberta e um diálogo aberto entre o Sr. (Bob) Iger (pres. executivo da Walt Disney Co.) e o Sr. (Tom) Rothman (pres. do Sony Pictures Motion Picture Group].

THR: Ser o Homem-Aranha estressa Peter Parker, especialmente no início de Sem Volta para Casa.
Eu imagino
que interpretar o Homem-Aranha também pode ser estressante para você às vezes.
Quando você se sente assim, como você se extravasa? 

TH: Jogar golfe é o que eu faço. Sou viciado em golfe e, se não fosse viciado em golfe, teria uma carreira muito diferente.
É uma boa maneira de se desconectar do que está acontecendo ao seu redor.
Eu desligo meu telefone e eu simplesmente gosto de estar ao ar livre com meus amigos, meus irmãos e meu pai.

Tom Holland jogando Golf

Crédito: Cox/Getty Images

THR: Tem muitos atores que se tornaram indiferentes aos personagens quanto mais eles os interpretam.
Mas, com base em quão emocionado você estava no evento do trailer algumas semanas atrás, é justo dizer que sua afinidade com este papel é tão forte como sempre foi?

TH: Sim, acho que é muito preciso. Acho que entendi muito bem o quanto esse personagem mudou minha vida e como sou grato por tudo o que vem junto com ele.
Então me sinto ótimo. Eu me sinto muito honrado por ainda estar aqui.
Esta é a minha sexta vez interpretando esse personagem, e às vezes, quando você vê e sente o quanto isso toca os fãs, é emocionante e opressor.
Até minha maquiadora, Rachael (Speke), estava chorando no evento de fãs.

THR: Quando você considera Vingadores: Guerra InfinitaVingadores: Ultimato e agora, Homem-Aranha: Sem Volta para Casa, o público claramente tem um apetite para ver o Homem-Aranha nesses filmes de eventos com grandes apostas e toneladas de personagens.
Nesse ponto, com a expectativa tão alta, como vocês começaram a superar isso?
Como você volta consegue voltar á ação mais tímida, localizada?

TH: Felizmente, esse não é o meu trabalho. ( Risos ) Meu trabalho é apenas dizer as falas no set.
Existem pessoas muito mais inteligentes do que eu que receberam a tarefa de escrever filmes futuros e ter novas ideias.
E, como sempre, estarei muito ansioso para ver o que eles descobrem. Mas talvez não estejamos no ápice deste filme.
Talvez este filme seja o final perfeito para um livro de histórias para este capítulo do Homem-Aranha.
E se for a hora de eu renunciar e a nova pessoa assumir, eu o faria com orgulho.

The Holywood Reporter: Eu li seus comentários recentes sobre não necessariamente querer interpretar o Homem-Aranha depois dos 30.
Então, por alguma razão, eu  pensei em sua
cena na igreja com Robert Pattinson em O Diabo de Cada Dia.
Uma vez que Pattinson concluiu sua primeira franquia (Saga Crepúsculo), ele partiu para uma série de 7 anos interpretando personagens realmente interessantes e ousados.
Você está ansioso para ter uma fase como essa em que ficará o mais estranho possível?

Tom Holland: Quer dizer, eu não necessariamente chamaria isso de estranho, mas adoraria explorar e experimentar coisas novas com personagens diferentes.
Mas, novamente, sou ator desde os 11 anos. Não fiz mais nada e talvez não queira ser ator.
Talvez eu só queira abrir uma carpintaria e ser pai. Eu não sei.
Quero passar os próximos cinco anos pensando realmente no meu futuro, em vez de pensar na minha carreira.
Eu sou muito privilegiado e sortudo por estar onde estou na minha carreira, e isso me deu muita estabilidade e tudo mais no futuro.
Então, acho que os próximos cinco anos serão sobre: ​​”Como eu quero que seja o futuro da minha vida?” em vez de “Como eu quero que seja o legado da minha carreira?”

Tom Holland e Robert Pattinson

Tom Holland e Robert Pattinson no filme O Diabo de Cada Dia     Crédito: reprodução

THR: Quando você se juntou ao MCU, você provavelmente recebeu conselhos de todos os tipos de pessoas.
Mas, olhando para trás agora, depois de seis anos, há algo que eles deixaram de mencionar ou avisar com antecedência?

TH: Não me lembro de ter recebido muitos conselhos das pessoas. Havia pessoas com quem eu trabalhei, com as quais eu definitivamente aprendi, mas apenas vendo-as trabalhar.
Zendaya definitivamente me deu muitos conselhos. Éramos jovens e passávamos pelas mesmas coisas ao mesmo tempo, então podíamos nos apoiar um no outro.
Portanto, não houve realmente um conselho comovente, mas definitivamente há coisas que eu gostaria de ter sabido.
E eu sei que há pessoas que sabiam disso e deveriam ter me contado.
Mas aqui estamos hoje e ainda estou indo, então nada realmente com que se preocupar.

THR: Quando você foi escalado, lembro-me de ver vídeos seus fazendo todos os tipos de flips e outras acrobacias.
Você ainda se agita assim quando não está trabalhando?

TH: Quando eu era um pouco mais jovem, alguém poderia dizer a palavra backflip e eu faria um. Agora, você realmente precisa me convencer de que vale a pena meu tempo.
Não sei o que é, mas no ano passado, meus joelhos simplesmente desapareceram.
Então, vou me jogar quando estou no set e para o trabalho, mas se não estou trabalhando, estou jogando golfe e não há necessidade de se jogar em um campo de golfe.

THR: O que um bom dia no set do Homem-Aranha normalmente significa para você? 

TH: Há tantas coisas que poderiam ser.
Pode ser uma cena que vai muito bem, pode ser uma piada que fez todo mundo rir, ou pode ser uma fala que fez todo mundo chorar. Há tantas coisas diferentes que entram em jogo quando você está trabalhando no set, e cada dia é tão gratificante quanto o anterior.
Alguns dias são mais difíceis do que outros.
Às vezes, tenho dificuldade em fazer uma cena que é realmente fácil, uma cena que não exige muito trabalho duro.
Às vezes, isso meio que me deixa louco porque sinto que não trabalhei duro o suficiente naquele dia, mas isso é algo que estou superando.
Por exemplo, com o filme que fiz com os irmãos Russo, Cherry, as primeiras seis ou sete semanas desse filme foram as drogas realmente duras.
E porque eu estava trabalhando muito e me esforçando ao máximo todos os dias, eu sentia que estava fazendo um trabalho muito bom.
Mas então começamos as coisas mais normais dele sendo apenas um adolescente na escola, e enquanto eu não estava tendo uma crise, eu estava muito preocupada por não estar trabalhando duro o suficiente e, portanto, não estava fazendo um bom trabalho.
Mas os Russos, os grandes líderes que são, me convenceram do contrário.

THR: Você tem uma rotina específica que executa antes de sair para o set?

TH: Para esses filmes maiores, vou à academia de manhã.
Isso é algo que faço para colocar minha mente em ordem e aumentar meus níveis de energia para o dia.
Mas quando você faz isso há tanto tempo quanto eu, parece apenas mais um dia no escritório.
Um bom café da manhã, uma xícara de café e estou pronto para ir.

The Holywood Reporter: Você mantém contato com algum de seus ex-colegas da Marvel?

Tom Holland: Sim, os Russos e eu mantemos muito contato.
RDJ [Robert Downey Jr.] é alguém com quem falo muito regularmente.
Jon Favreau é alguém com quem mantenho contato.
Portanto, há muitas e muitas pessoas.
E muitos produtores da Marvel: Mitch Bell, Victoria Alonso, Louis D’Esposito. Todas essas pessoas são pessoas que fico muito feliz em chamar de amigos.

A entrevista foi editada para que pudéssemos colocar apenas as partes mais importantes.

Homem-Aranha: Sem Volta para Casa, chega aos cinemas dia 16 de dezembro e tem Tom Holland, Zendaya, Jacob Batalon, Marisa Tomei e Benedict Cumberbatch no elenco.

Se você quiser saber mais sobre entretenimento, principalmente filmes e séries, e também sobre games e tecnologia, siga a Cultura Pop no Twitter Facebook.

Fonte: The Holywood Reporter


Compartilhe

Veja mais