Apresentação do plano de retorno às aulas

Serão híbridas e escalonadas

 No municipio de Pinhão/Pr o ano letivo de 2021  iniciou  dia 18 de fevereiro, mas, com as atividades remotas devido à pandemia da Covid-19, com a entrega de atividades impressas quinzenalmente.

Na sexta-feira, 16 de julho, na Câmara Municipal de Vereadores, a equipe pedagógica da Secretaria Municipal de Educação do municipio apresentou para a comunidade o Plano de Retorno às Aulas Presenciais de 2021.

Ausência do secretário

Seguindo todas as exigências sanitárias que a pandemia exige, a equipe pedagógica  apresentou aos diretores e pedagogos das escolas municipais e CMEIS – Centros Municipais de Educação Infantil, da sede e do campo, representantes do Conselho Tutelar, da APMFS e dos Conselhos Escolares,  e vereadores, o Plano de Retorno as Aulas Presenciais, a pedagoga Angela Aparecida Nascimento, que é da equipe da secretaria explicou que optaram por representações, pois, era preciso seguir as regras de distanciamento físico e sanitárias impostas pela pandemia da Covid-19.

A apresentação teve a participação de representante da vigilância sanitária e da secretaria de Administração que auxiliaram na retirada de dúvidas e indagações feitas pelo público presente.

Ela também explicou que o secretário de Educação, João Maria Camargo, não estava presente porque estava em um encontro em Laranjeiras do Sul, tratando do mesmo tema.

O Retorno

Angela deixou claro que a data de retorno estabelecida no Plano está sujeita ao andamento da pandemia no municipio, que as decisões da secretaria de Educação são baseadas nos pareceres dados pelas secretarias de Administração e Saúde em consonância com o Conselho Municipal de Educação..

“Não abrimos mão das duas doses”

A pedagoga foi bem enfática que a data escolhida de retorno às aulas presenciais está diretamente ligada ao calendário de vacinação, pois a equipe da secretaria definiu que o retorno às aulas só aconteceriam após a maioria dos profissionais da educação terem tomado as duas doses da vacina. “Deixamos bem claro ao Núcleo de Educação e não abrimos mãos que os profissionais já estejam vacinados com as duas doses para retornamos as aulas presenciais, situação que deverá ocorrer em setembro”.

A Comissão

A secretaria de Educação formou uma Comissão para a elaboração do Plano de Retorno, formada por representantes dos diversos setores da secretaria de educação, dois diretores,  um representando as escolas da sede e outro as do campo, mesma situação em relação aos dois pedagogos, dois representantes do Conselho Municipal de Educação. Todo o Plano foi discutido e aprovado pela equipe da secretaria de Saúde e departamento de Vigilância Sanitaria.

Retorno será no terceiro trimestre letivo

A volta às aulas está prevista para o dia 13 de setembro,  data marcada já no calendário escolar, para início do terceiro trimestre do ano letivo.

Serão escalonadas e hibridas

As aulas presenciais ocorrerão de forma semanal e escalonada. Na primeira semana iniciarão para os alunos do 1º e 2º ano. Os próximos alunos a iniciar as aulas presenciais serão dos 5º anos no dia 27/09, os dos 3º anos acontecerá no dia 13/10 e do 4º ano no dia 25/10.

As turmas serão divididas em dois grupos A e B, assim o grupo A voltará numa semana e o grupo B iniciará as aulas na semana seguinte, ou seja, quando um grupo estiver na escola tendo aulas presenciais o outro estará tendo aulas remotas.

Educação Infantil

A Educação Infantil  que ocorrem nos CMEIS ou nas escolas, não retornarão para o ensino presencial, permanecem no ensino remoto e seguindo a Resolução 001/2021

O retorno não é obrigatório

No Plano fica bem claro que para os alunos o retorno  não é obrigatório. Os pais poderão escolher se os filhos voltarão às aulas semipresenciais ou se ficarão nas aulas remotas.

Se os responsáveis pelo aluno escolherem pelas aulas semipresenciais assinarão um termo  se comprometendo cumprir o protocolo de Biossegurança estabelecido no Plano de Retorno.

Já os pais que optarem em manter os filhos nas aulas remotas, assinarão um termo se comprometendo em acompanhar o estudante diariamente no cumprimento das atividades escolares.

Cabe às escolas

Cada escola deverá instituir uma Comissão para elaborar, implementar e monitorar seu Plano de Retorno e o seu protocolo de biossegurança e esse deverá ser aprovada pelo Conselho Escolar.

Covid-19 é incluída no planejamento

O tema Covid-19 deverá fazer parte dos planos pedagógicos, as escolas deverão elaborar ações que promovam os cuidados com a doença, de acolhimento emocional aos estudantes e profissionais da educação.

As escolas deverão se preparar para garantir o distanciamento físico de 1,5 metros entre as pessoas, inclusive, dentro de sala de aula, todos os demais protocolos exigidos nesse periodo de pandemia, entre eles, está a higienização das salas de aula a cada 2 horas com água sanitária.

TRANSPORTE ESCOLAR

O transporte escolar voltará a circular seguindo uma série de protocolos, entre eles, a obrigatoriedade do uso da máscara tanto para motorista como alunos.

As rotas escolares localizadas dentro da cidade não serão realizadas para evitar a aglomeração de pessoas.

Baixe e leia o Plano de Retorno as Aulas na integra.

PLANO DE RETONO VOLTA AS AULAS 2021

LEIA TAMBÉM:

Em Pinhão e Reserva do Iguaçu mais de 13% da população está totalmente imunizada contra a Covid-19

Cartórios do Paraná registram 1º semestre com mais óbitos e menos nascimentos da história

A ESPETACULARIZAÇÃO DA MORTE


Compartilhe

Veja mais