Apresentadores do Criança Esperança 2019 (Divulgação / Globo)

As emissoras têm avaliado como promover suas maratonas de solidariedade respeitando as medidas contra o coronavírus

POR DANIEL NEBLINA

As edições deste ano do Criança Esperança e do Teleton ainda não estão confirmadas. Por conta da pandemia de coronavírus, Globo SBT têm estudado com cautela o futuro de suas maratonas beneficentes. Há o desejo de colocá-las no ar, porém, esbarra na viabilidade de fazê-las dentro das medidas de segurança sanitária.

De acordo com o jornalista Fernando Oliveira, do UOL, o Criança Esperança completa 35 anos neste mês de agosto. A princípio, a Globo planejava reunir grande artistas em um grande show para comemorar. Porém, a ideia foi deixada de lado, já que a realização demanda aglomeração.

Com isso, a emissora avalia a possibilidade de promover uma grande live até o fim do ano e deve contar com o apoio do jornalismo para trazer ao público histórias e projetos apoiados nessas três décadas e meia de ações solidárias.

Já no SBT, a decisão final de realizar ou não o Teleton ficou para setembro. O desafio é conseguir manter o formato original, com 24 horas seguidas no ar, grande equipe e vários convidados, porém, sem provocar aglomeração.

Nos bastidores da emissora já é certo que mesmo que aconteça, a edição 2020 não contará com a presença de Silvio Santos, já que desde o início da pandemia ele tem cumprido isolamento social em casa. Vale lembrar que o apresentador também não esteve presente no Teleton do ano passado por conta de um problema de saúde.

Fonte: Observatório da TV

Clique  👉 AQUI  e baixe o aplicativo da WEB RÁDIO FATOS

 


Compartilhe

Veja mais