CONSEG conta com a colaboração da comunidade

Conseg busca doação de empresário, produtores rurais e dos cidadãos para  saldar o conserto da Amarok, que ficou em R$ 18 mil reais

A população de Pinhão nos últimos meses recebeu a notícia de que o veiculo Amarok, repassada ao município no dia 07 de junho de 2013, estava fora de circulação por problemas mecânicos, deixando de contribuir com a segurança local.

Sendo um bem pertencente ao governo estadual é de sua competência tomar as providencias para deixá-la em condições de uso. È um processo longo que demanda licitação para compra de peças e contratação de prestadora de serviços, enquanto isso, os pinhãoenses ficariam desassistidos, pois com mais veículos nas ruas é possível realizar patrulhamentos em diversos pontos do município simultaneamente.

Preocupado com a situação e acreditando que o conserto seria rápido e de pouco valor, o presidente do Conselho Municipal de Segurança (Conseg), empresário João Hélio Andreolla, propôs em uma reunião que o Conselho quitasse o valor do conserto. Com o aval de todos, o veículo foi levado a uma oficina mecânica para uma avaliação.

Andreolla confessa que foi tomado de surpresa quando os mecânicos apontaram uma série de outros problemas. “A Amarok teve uma correia estourada e afetou o motor, foi necessário transportá-la até Guarapuava para o conserto. Porém, a oficina não poderia realizar o serviço de imediato e o veículo ficou lá por mais de 40 dias. Em contato com o então comandante do 4º Pelotão de Polícia Militar de Pinhão, tenente Caio, comunicamos a ele que o Conseg iria assumir o pagamento do conserto. Ele trouxe a Amarok para Pinhão e levamos até a oficina Dois Irmãos. Quando o motor foi aberto, descobrimos que o estrago era maior. O cabeçote estava trincado e seu conserto e as peças necessárias ficaria em torno de R$ 10 mil, valor aquém das possibilidades do Conselho”.

Campanha

Para saldar valor do conserto, que ficou em R$ 18 mil, pois foi constatado que seria necessário trocar a suspensão, dois amortecedores e uma nova bateria, o Conseg lançou uma campanha a fim de arrecadar fundos para quitar o conserto. “Contamos com a colaboração de empresários, agricultores, pecuaristas e comércio local. Um empresário doou a bateria e muitas pessoas colaboraram. Teve um senhor muito humilde que disse não poder contribuir com muito, doou R$ 2, não importa o valor e sim a vontade de colaborar”, lembrou o presidente.

Não há um valor mínimo para doação, alguns parceiros do Conseg estão percorrendo o comércio local e entrando em contanto com amigos e conhecidos. É indispensável que o contribuinte informe seus dados, pois serão emitidos os recibos com o valor dos donativos, que podem inclusive ser abatidos no Imposto de Renda.

Nas ruas

Por ser um veículo que possui peças difíceis de serem encontradas e nas empresas do ramo na região o valor era elevado, mas sendo o preço mais baixo, fator determinante neste processo, as peças foram compradas em São Paulo, seu conserto será em Guarapuava.

Segundo Andreolla, a autorização para efetivar o serviço foi dada na terça-feira, dia 16 de maio. “Nossa expectativa é que a Amarok estará nas ruas de Pinhão na próxima sexta-feira, dia 26 de maio”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × um =

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: