Chega de Pandemia

Nas redes sociais, nos jornais, nas entradas das lojas e supermercados, enfim em todo lugar somos lembrados da Pandemia. Na verdade, estamos próximos do primeiro aniversário, desde que os primeiros decretos foram feitos e assim mexeram com todos nós. O que todos queremos é que a vacina chegue o quanto antes, a todos os brasileiros, mas sabemos que para isso acontecer é um processo que não acontece de forma tão rápida.

É verdade, que todos estão saturados dessa pandemia, mas devemos ter e treinar mais, uma virtude muito preciosa, chamada paciência. Imagine a pressão que foi e ainda é, para os profissionais de saúde, para outros trabalhadores que não puderam ficar em isolamento em suas casas. Todos estão com saudade de reunir a família sem a preocupação do Covid, de fazer uma viagem tranquila, de jogar um futebol, de fazer uma aglomeração com os amigos, de abraçar, sem a pressão da Pandemia.

Embora todos estejam cansados dessa pandemia, devemos nos lembrar que, ignorar a pandemia neste momento e se precipitar burlando as recomendações sanitárias, é uma afronta a si mesmo e um desamor ao próximo, é uma atitude egoísta, sem considerar o próximo; sem falar que cansaço, pode se transformar em luto. Está chato esse negócio de Corona Vírus, mas mais chato ainda é perder alguém querido, mais chato ainda é saber que alguém está entubado no hospital por uma atitude inconsequente sua.

Então, devemos esperar um pouco mais, vale a pena o sacrífico em prol de si mesmo e do outro. Eu também concordo, que essa pandemia já durou tempo demais, mas antes disso, concordo que o melhor a fazer neste momento é aguardar a vacina, é continuar a tomar os cuidados necessários. É melhor esperar um pouco mais, para que os abraços durem mais, para que estejamos aqui quando tudo isso passar e para que os nossos queridos próximos também estejam, para celebrar a vitória sobre a Pandemia. Que o Eterno Deus dê a cada um, paciência, prudência e força para suportar e vencer essa pandemia.

Se você estiver sem paciência, ansioso, cansado de tudo isso, busque a ajuda do Alto, Daquele que acode com amor e cuidado os seus filhos, como diz o Salmista “Esperei com paciência no Senhor, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor”. Que Deus nos ajude a esperar, para que lá na frente possamos festejar e celebrar mais ainda a vida.

Rev Sandro Carvalho Rodrigues – pastor da Igreja Presbiteriana de Pinhão

Faça seu comentário