UFPR lança concurso para premiar pinhas gigantes

Objetivo é localizar araucárias especiais que possam ser clonadas

Começa neste sábado, dia 1º de abril, a temporada de colheita e comercialização de pinhões. Aproveitando a data, o Grupo de Estudos para a Valorização da Araucária da UFPR, dirigido pelo professor Flávio Zanette, está lançando um concurso inédito. Batizado de “Concurso da Pinha Gigante”, o evento vai premiar quem trouxer as maiores pinhas. Só valem unidades com mais de cinco quilos e que o concorrente saiba dizer de que árvore foi colhida.

O objetivo, explica o professor Zanette, é identificar matrizes de alta qualidade. “Queremos evitar que se percam informações sobre essas árvores. Sabendo onde estão, podemos utilizar a tecnologia que dispomos para cloná–las e produzir mudas com a mesma qualidade”, diz ele. “Essa é a melhor forma de preservar as araucárias”, completa.

Para participar, basta levar a pinha até o Departamento de Fitotecnia do Setor de Ciências Agrárias da UFPR (Rua dos Funcionários 1540, Juvevê), das 9 às 12h ou das 14 às 17h, de segunda a sexta–feira. Ela será medida e pesada. Os ganhadores serão premiados com mudas de alta produtividade, vindas do já famoso pinheiro de Caçador (SC), capaz de produzir uma quantidade de pinhas bem superior ao normal todos os anos. O primeiro colocado vai levar 100 mudas, o segundo lugar, 50 mudas e o terceiro lugar, 20 mudas. O prazo do concurso irá de 1º a 25 de abril. O resultado será divulgado no dia 27 de abril.

Para mais informações, basta ligar 3350–5650 ou enviar e–mail para flazan@ufpr.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + 5 =

%d blogueiros gostam disto: