Mulher grávida sendo vacinada

Chegou ou não a hora do suspiro de alívio e de retornar à chamada vida normal? De acordo com a especialista Silvania Quintana, professora do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, a luta contra a pandemia prossegue na ordem do dia, exigindo atenção e cuidado especial de todos.  Parte essencial da batalha, e uma das mais importantes, vem agora: a imunização.

“Peço licença para destacar, em especial, as vacinas para a COVID-19 recomendadas durante a gestação e o período pós-parto, para as puérperas. Já sabemos que as mulheres grávidas e as mamães bem recentes podem ter evolução menos favorável nessa época de infecção viral. Ou seja, há maior risco de contrair o vírus. Então é imperioso seguir todas as normas preventivas, são ações simples que valem muito”.

Silvana destaca que os profissionais de saúde cumprem papel fundamental. Eles devem recomendar sempre a vacinação junto com o distanciamento social, o uso de máscara e a higienização das mãos com álcool em gel.

“É a forma mais eficaz e segura de proteção e para evitar uma infecção e a evolução desfavorável da Civid-19 na vida dessas mulheres grávidas, puérperas e das suas famílias em um período tão especial”.

Confira a seguir respostas a duas dúvidas bem frequentes, esclarecidas em cartilha da SOGESP – Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo.. A íntegra pode ser acessada em sogesp.com.br

Gestante pode tomar a vacina da influenza e da COVID-19 no mesmo momento?

A recomendação é dar um intervalo de pelo menos 14 dias entre as doses. A vacina da influenza já está sendo administrada e todas as gestantes devem se vacinar em qualquer trimestre da gravidez.

Existe alguma fase da gestação que a vacina não pode ser aplicada?

Até este momento, a orientação é que se indicada a vacinação ela deve ser aplicada em qualquer fase da gravidez.

Espaço Médico

 Webinar CBC-SP, Boas Práticas em Cirurgia Minimamente Invasiva

O Capítulo de São Paulo do Colégio Brasileiro de Cirurgiões dá início, em 28 de julho, ao especial Boas Práticas em Cirurgia Minimamente Invasiva, série de seminários digitais em formato de webinar. O módulo I tem como tema Cirurgia Colorretal.

Três renomados convidados farão exposições sob moderação do TCBC Ramiro Colleoni, presidente do Capítulo São Paulo. Para discorrer a respeito de ergonomia segura, está confirmado o TCBC Luís Gustavo Capochin Romagnolo.

Como realizar um bom grampeamento é o mote da conferência de TCBC Sérgio Eduardo Alonso Araújo, enquanto o TCBC Carlos Augusto Real Martinez compartilhará conhecimentos de como realizar controle arterial por videolaparoscopia.

A série de webinar Boas Práticas em Cirurgia Minimamente Invasiva é de organização e promoção do CBC-SP, em parceria com a Medtronic. O módulo de 28 de julho começa às 19h e as inscrições, gratuitas, podem ser feitas no link https://cbcsp.org.br/webinar-boas-praticas-em-cirurgia-minimamente-invasiva-1o-modulo/. Todos os participantes que atenderem às normativas receberão certificação.

 

 


Compartilhe

Veja mais