Saiba como recuperar a senha para conferir o resultado do Enem

As notas individuais dos estudantes que realizaram o exame serão divulgadas no dia 17 de janeiro

Redação Fatos do Iguaçu com Assessoria

Os estudantes que realizaram as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019 já podem iniciar os preparativos para conferir o resultado, que será divulgado no dia 17 de janeiro. Quem não lembra a senha para entrar na Página do Participante, onde serão publicadas as notas individuais, já pode iniciar a recuperação dos dados.

A Página do Participante está disponível no portal e no aplicativo do Enem. O sistema do Enem permite a recuperação da senha cadastrada, que será usada para dar mais novos passos na vida educacional dos candidatos.

Eis o passo a passo:
Acesse o endereço eletrônico https://enem.inep.gov.br/participante/#!/

  • Responda ao desafio de figuras solicitado no campo
  • Insira seu CPF
  • Clique em “esqueci minha senha” no canto inferior direito da tela
  • Clique em “enviar senha”
  • Aguarde uma nova senha ser enviada para o seu e-mail cadastrado
  • Assim que tiver a nova senha, digite-a no sistema para conferir seu resultado.

Caso não encontre a senha rapidamente na caixa de entrada do e-mail, aguarde uns minutos ou procure na caixa de spam. Caso o candidato não tiver mais acesso ao e-mail cadastrado, pode alterar o e-mail. Será preciso lembrar o e-mail anterior e responder a perguntas de confirmação. Caso precise informar um novo endereço eletrônico, clique em “alterar e-mail”.

Qualquer outra dúvida ou dificuldade para acessar a senha pode ser tratada diretamente com a Central de Atendimento do Ministério da Educação (MEC) por meio do número 0800 616161.

Com a nota do Enem, os estudantes poderão buscar vagas para ingressar no ensino superior público do país. As principais formas de utilizar a nota do Enem para realizar esse sonho são o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Programa Universidade Para Todos (ProUni), o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e o ingresso direto nas instituições. Além disso, 47 universidades portuguesas aceitam o exame no processo seletivo de alunos.

Faça seu comentário