Crédito: reprodução

RAPPER AKON INICIA OBRAS DE CIDADE FUTURISTA INSPIRADA NO ‘PANTERA NEGRA’

Construção deve acabar em 2029 e o projeto busca incorporar tecnologia no cotidiano do Senegal e impulsionar turismo local

narion coelho
Por Narion Coelho
via Olhar Digital

O rapper Akon — autor de sucessos como “Lonely”, “Don’t Matter” e “Smack That” — avança com seus planos para criar uma cidade futurista no Senegal, seu país de origem.

A ideia do cantor é construir uma versão real de Wakanda, metrópole dotada de tecnologia de ponta no filme “Pantera Negra”. Quanto custará tirar esse projeto do papel? Em torno de US$ 6 bilhões (R$ 32,3 bilhões em conversão direta).

Batizada de “Akon City”, a cidade será palco das mais recentes tecnologias e visa ser um modelo de como a sociedade africana deve se tornar no futuro. Além da transformação social projetada com a construção da cidade futurista, espera-se que a Akon City atraia muitos turistas e dê maior visibilidade para a África mundo afora.

“Esperamos que a Akon City se torne o início do futuro da África”, afirmou Akon.

As obras ainda estão em fase inicial — a primeira pedra da cidade foi lançada no fim de agosto —, mas espera-se que as construções ganhem força em 2021.

A decisão de investimento do rapper, mesmo em meio à pandemia do coronavírus, foi celebrada por Alioune Sarr, ministro do turismo senegalês. Assim como quase todos os países do mundo, Senegal foi afetado pela Covid-19, mas o projeto da Akon City pode trazer bons frutos em longo prazo para a região.

Localização

Akon City será construída no parque Mbodiene, situado a 100 quilômetros de Dacar, capital de Senegal. A região foi estrategicamente escolhida por conta do fácil acesso, tanto para os povos vizinhos, como para o público geral.

Cerca de 809 hectares de terra foram doados pelo presidente senegalês Macky Sall para a construção da cidade.

A região dispõe de uma paisagem de água e natureza circundantes, mas árvores e flores nativas serão plantadas no local para proporcionar uma vista ainda mais bonita. A ideia é combinar a natureza com a tecnologia da cidade futurística.

De acordo com seu site oficial, Akon City será movida a energia solar e, além dos estabelecimentos básicos (como estação policial, shoppings, instalações de saúde, etc), a cidade contará com escritórios e casas de luxo, arranha-céus e centros turísticos ecológicos.

Moeda local

O plano inicial é que a cidade futurista de Akon negocie exclusivamente com a criptomoeda do rapper, chamada de Akoin. Com isso, espera-se que os africanos se tornem menos dependentes de seus governos.

Akon também acredita que a criptomoeda permitirá maior autonomia financeira da população, sem levar em conta interferências externas de seus países. Além disso, a tecnologia blockchain pode reduzir escândalos de corrupção, diminuindo a desigualdade entre o povo.

Contudo, a idéia da moeda digital de Akon vem sofrendo algumas críticas sobre sua funcionalidade em países de baixa renda. Isso porque a Akoin está vinculada a minutos de celular e depende do uso de smartphones. No entanto, apenas um terço da população senegalesa (cerca de 16,2 milhões) possui acesso a um smartphone, de acordo com um relatório de 2018 da Pew Research Center.

criptomoeda Akoin
A criptomoeda Akoin será a moeda local de Akoncity |Crédito: Akoin / Divulgação

Além do grande número de empregos que devem surgir com a construção da “versão real de Wakanda”, a cidade futurista tem o intuito de servir como destino para afro-americanos que sofrem com discriminação nos EUA.

“Eu queria construir uma cidade ou um projeto como este que daria a eles [afro-americanos] a motivação para saberem que existe um lar… O sistema em casa [nos EUA] os trata de forma injusta em tantos caminhos que você nunca poderia imaginar e eles só passam por isso porque sentem que não há outro caminho”, explica Akon.

Conclusão do projeto

A estimativa para concretizar todo o projeto de Akon é de, no mínimo, nove anos.

Akon Cit
Crédito: Akon City / Divulgação

Espera-se que a Fase 1 da cidade futurista seja concluída até meados de 2023, com a construção de instalações básicas como escola, estradas, hospital, shopping, delegacia, usina e uma estação de tratamento de resíduos.

Já a Fase 2, que envolve a integração de negócios para a incorporação da Akoin, deve ser concluída entre 2024 e 2029.

Fonte: Olhar Digital

Siga a Cultura Pop no Twiter e no Facebook

Faça seu comentário