Foto; reprodução

CHADWICK BOSEMAN: CULTURA POP HOMENAGEIA O ATOR RELEMBRANDO SUA TRAJETÓRIA

Por Narion Coelho

O eterno Pantera Negra revelou-se um verdadeiro guerreiro gravando grandes produções mesmo lutando contra o câncer. O mundo ficou “órfão” com a morte precoce de Chadwick Boseman, aos 43 anos, depois de lutar contra um câncer de cólon por quatro anos (desde 2016).

Chadwick e Stan Lee | Foto: Chris Pizzello (AP)

Celebridades mundiais como Denzel Washington, Barack Obama, Oprah Winfrey e o brasileiro Lázaro Ramos homenagearam o ator agradecendo por servir de modelo e inspiração para outros negros e exaltaram sua bondade, gentileza e talento.

Denzel Washington, Obama, Oprah e Lázaro Ramos homenagearam Chadwick. | Foto: reprodução

Boseman representou vários pioneiros negros americanos como o jogador de beisebol negro, Jackie Robinson, no filme “42, a história de uma lenda”, o cantor James Brown, em “Get On Up: A História de James Brown”, e Thurgood Marshall, primeiro juiz negro na Suprema Corte, em “Marshall: Igualdade e Justiça”.

Mas foi em 2016, mesmo ano em que descobriu a doença, que a carreira do carismático, forte e gentil ator começou a decolar. Justamente quando foi escolhido para dar vida a T’challa no filme “Capitão América: Guerra Civil”. Quando Pantera Negra ganhou seu filme solo, em 2018, Chadwick teve sua consagração pois o longa foi o primeiro filme de super-herói indicado ao Oscar recebendo sete indicações, inclusive a de melhor filme. Além disso, Pantera Negra entrou na lista das maiores bilheterias mundiais da história do cinema (13º colocado) segundo o Box Mojo e é a 5ª maior bilheteria dos filmes do MCU. Com roteirista, diretor e quase todos no elenco e na produção negros, a crítica o considera o melhor entre os filmes de super-heróis e um marco na cultura negra.

Foto: divulgação/Marvel

Confira a trajetória desse talentoso ator:

1976 – Em 29 de novembro, na cidade de Anderson, Carolina do Sul, EUA, nasce Chadwick Aaron Boseman.

Foto: reprodução

1995 – Formou-se em T. L. Hanna High School. Em seu primeiro ano, ele escreveu sua primeira peça, Crossroads, e encenou na escola depois que um colega de classe foi baleado e morto.

2000 – Chadwick formou-se em Belas Artes e Direção na Universidade Howard em Washington, D.C., onde conheceu sua professora e mentora Phylicia Rashad. Graças a ela, Boseman e alguns colegas de classe pudessem participar do Oxford Mid-Summer Programa da British American Drama Academy em Londres. Depois que voltou aos EUA, formou-se na Academia Digital de Cinema de Nova York (British American Dramatic Academy).

2002 – Ganhou um importante prêmio do teatro americano pela peça ‘Urban Transitions: Loose Blossoms’

2003 – Conseguiu seu primeiro papel de televisão em um episódio de Third Watch. Seu trabalho inicial incluiu episódios da série Law & Order, CSI: NY e ER.

2008 – Boseman mudou-se para Los Angeles para seguir a carreira de ator. Conseguiu um papel recorrente na série de televisão ‘Lincoln Heights’ e apareceu em seu primeiro longa-metragem, ‘The Express’.


Em Lincoln Heights, Chadwick interpretou Nathaniel Ray Taylor, o cara do Exército que apareceu e quase arruinou tudo para a família Sutton | Foto: Freeforms

2012 – Boseman foi Samuel Drake, um veterano de guerra que é forçado a perseguir um dos seus no Noroeste Pacífico para finalmente confrontar um crime de guerra que tem assombrado há longos anos.

2013 – Interpretou seu primeiro papel principal, o pioneiro do baseball e estrela Jackie Robinson, no filme ‘42, a história de uma lenda’. Também estrelou o filme indie ‘The Kill Hole’

Boseman como a estrela do baseball Jackie Robinson Foto: reprodução

2014 – Apareceu junto a Kevin Costner em ‘Draft Day’ e brilhou como James Brown em ‘Get on Up’.

Chadwick Boseman caracterizado de James Brown | Foto: reprodução

2016 – Chadwick Boseman interpretou o deus Tot em ‘Deuses do Egito’, trama inspirada na mitologia do país. Foi neste ano que fez a primeira aparição como T’challa no filme ‘Capitão América: Guerra Civil’

o ator viveu Tot, o deus da sabedoria em “Deuses do Egito” | Foto: reprodução

2017 – Viveu Thurgood Marshall, primeiro juiz negro na Suprema Corte, no filme ‘Marshall: Igualdade e Justiça’

Boseman vivendo o juiz Thurgood Marshall Foto: Barry Wetcher / Distributor: Open Road Films

2018 – Atingiu o ápice de sua carreira na pele do rei T’challa de Wakanda no filme solo ‘Pantera Negra’. Logo depois reapareceu no papel do herói Pantera Negra em ‘Vingadores: Guerra Infinita’

2019 – Retornou ao papel do herói e rei de Wakanda em ‘Vingadores: Ultimato´ Protagonizou e produziu a trama do diretor Brian Kirk ‘Crime sem Saída’, também estrelado por Sienna Miller. Em outubro, casou-se em segredo com a cantora Taylor Simone Ledward com quem se relacionava desde 2015.

Boseman e sua esposa Taylor | Foto: Sarah Morris/Getty Images

2020 – Chadwick criou o programa “Operação 42” para ajudar hospitais que servem à comunidade negra na pandemia. Spike Lee dirige um dos últimos filmes lançados: ‘Destacamento Blood’, que pode ser visto na Netflix, e conta a história de um grupo de veteranos da Guerra do Vietnã que retorna ao país em busca dos restos mortais do seu comandante e de um tesouro que enterraram enquanto serviam lá. No dia 28 de agosto, é comunicada a sua morte através de sua conta no Twitter.

a postagem da conta oficial de Chadwick Boseman teve 5,4 milhões de “likes” em menos de 24 horas e é o tweet mais curtido da história. | Twitter @ChadwickBoseman

A repercussão da morte do ator foi imensa. Até mesmo a jornalista Maju Coutinho prestou homenagem a Chadwick ao fazer o comentário final na apresentação da matéria sobre o assunto durante o Jornal Hoje exibido no dia 29/08/2020.

Muitas são as homenagens pelo mundo para o verdadeiro guerreiro que gravou cenas de ação extremamente desgastantes para atores saudáveis imagina para alguém abalado por quimioterapias!!!

Confira a seguir um vídeo com várias homenagens feitas por colegas de Vingadores, Marvel e DC.

Fonte: G1, Uol, MSN.com, Wikipedia, El País Brasil,Tenhomaisdiscosqueamigos, TNM (Todos Negros do Mundo)

Siga a Cultura Pop no Twiter e no Facebook

Faça seu comentário