Rev. Sandro

Certamente você conhece esse provérbio, mas vamos pensar um pouco além do que ele diz. É verdade que nem sempre a foto toda arrumadinha, postada no “Instagram”, ‘Facebook” (ou Orkut para os mais antigos), revela a mesma arrumação do quarto, ou da própria casa. Por isso afirmo que, quem vê cara não vê o quarto, e sinceramente, há muitos que querem mudar o mundo, recebem muitas curtidas pelas suas fotos, mas lá na vida particular, no interior de sua casa, não conseguem organizar o seu quarto.

Há muitos tentando “lacrar” nas redes sociais, mas comecem arrumando a sua cama, o que adianta os muitos ‘likes” pelas fotos, mas em casa é só “deslikes”. É bem verdade que quem vê cara, não vê o quarto. Mas isso se aplica em outras esferas também, quem vê cara, não vê a vida em família. Aqui a coisa pega, há muitos que são excelentes pessoas para os de fora, mas são piores que o ‘capeta”, para os de dentro. Há muitos cuja pose de “boa pessoa” nas redes sociais e na esfera pública, escondem o azedume em casa, a grosseria com os pais, cônjuges e filhos.

Há pais que exalam sabedoria ao distribuir conselhos para os outros, mas não aconselham a si mesmos, nem aplicam esses conselhos em relação aos seus filhos. O que adianta ser reconhecido como um excelente profissional, ser querido lá fora, ter inúmeras curtidas nas redes sociais, mas esquecer dos filhos, tratar mal os de casa. Percebe-se uma superficialidade tamanha, uma vida rasa, quando a pessoa fica mais preocupada com os “likes” de suas postagens do que com a educação de seus filhos, ou com os dilemas familiares.

A grande verdade é que as máscaras caem, e há um momento, em que só o hipócrita não consegue ver o que todos já estão vendo, mas não falam nada a você. Cuidado, as vezes você acha que está levando “de boa”, disfarçando bem, mas tenha certeza que aqueles ao seu redor (nem todos) já estão, há algum tempo vendo a cara e o coração, a cara e o quarto, a cara e a vida em família. Ninguém é perfeito, isso é verdade, mas que isso não seja uma desculpa para não reconhecer os erros, o que precisa mudar e de fato mudar.

Eu preciso melhorar a cada dia na minha vida particular, assim como na pública, na verdade todos nós precisamos. Ao reconhecer isso, já estamos num processo de melhoria. Que esta reflexão te leve a melhorar em casa, no convívio familiar, mas se você reconhece que está tudo bem, lembre-se, não existe algo tão bom que não possa ser melhorado, ou algo tão ruim que não possa ser restaurado.

Em todas as situações, saiba que nada passa desapercebido do Eterno Deus, Ele sim vê profundamente a sua cara e o coração, nada fica escondido, e diante disso Ele nos dá a graça do perdão, Nele e com Ele, todas essas esferas podem ser tratadas e melhoradas.

Rev Sandro – pastor da Igreja Presbiteriana de Pinhão


Compartilhe

Veja mais