O circo alegrou, integrou e ensinou

Fotos: Divulgação

Por Nara Coelho

A coordenadora Tatiane do Belém Freitas do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos que integra os programas Conviver, Fortalecer e o Centro de Oficinas explicou que a proposta é fortalecer os vínculos familiares e sociais das crianças que estão em vulnerabilidade social, que eles trabalham cada mês com um ou dois temas, “No mês de março trabalhamos com felicidade e o circo, como os temas se complementam, juntamos os temas e fizemos uma apresentação circense e as crianças vibraram e os pais foram prestigiar seus filhos” Explicou a coordenadora.  Esses temas são trabalhados dentro das seis oficinas que o programa oferece, arte cênicas, xadrez, agroecologia, música, dança e estética.

O ESPETÁCULO

 Foi montado um verdadeiro picadeiro, as crianças fizeram suas apresentações no circo que foi montado no pátio do Conviver, antigo PETI, com o apoio da secretaria municipal de Assistência Social e de Infraestrutura e Viação.

Os espetáculos aconteceram nos três turnos, de manhã e a tarde foi só para as crianças, como se fosse um ensaio geral, à noite os pais foram convidados e lotaram o circo.

O espetáculo da noite teve na abertura uma palestra com o psicólogo Ricardo Correa de Almeida. Segundo Tatiane, os pais, irmãos, colegas compareceram, prestigiaram e gostaram do espetáculo, pois houve espetáculos que interagiram com o público envolvendo os pais nas apresentações.

“Procuramos deixar tudo como no circo de verdade, providenciamos alguns holofotes que deram uma iluminação  toda especial, os convidados tiveram inclusive direito a pipoca” contou o professor de arte cênica Edilson José da Rosa , o Xiru.

UM ABRAÇO POR UM INGRESSO

O Serviço de Convivência trabalha com crianças de 4 a 17 anos, e para os pais irem ao circo, eles tinham que adquirir o ingresso e o preço do ingresso era dar um abraço nas crianças de 4 anos, que foram os que cuidaram da bilheteria. “As crianças ficaram felizes de estarem participando e assim motivamos o abraço, que é algo importante e às vezes não é muito comum entre os pais e filhos”, contou a coordenadora.

UMA EQUIPE COMPROMETIDA

Tatiane e Xiru fizeram questão de destacar que o espetáculo circense só foi possível ser realizado e obteve sucesso porque todos os profissionais que atuam no programa são comprometidos. “Nós somos privilegiados, pois temos uma equipe muito criativa e comprometida e acreditam que é possível fazer diferente e estamos conscientes que estamos lá para levar às crianças e adolescentes, conhecimento e valores de uma forma lúdica”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + cinco =

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: