Não, não e não

Boa parte de nossa caminhada envolve em dizer não a certos convites, propostas, decisões e a pessoas também. É claro que boa parte de nossa caminhada, envolve dizer sim as mesmas questões já citadas (sobre o sim, fica para semana que vem). Os “não” e os “sim” estão presentes diariamente no que fazemos, falamos e pensamos. Gostaria de enfatizar hoje mais o NÃO. O Salmo primeiro, das Escrituras Sagradas, colocam que ser feliz, é você não fazer certas coisas, não seguir certos conselhos e não se deter no meio de certos ambientes. Esse é um valor que precisamos observar na nossa vida. Precisamos dizer não a muitas coisas que vem até nós. Se todos sucumbissem diante das tentações do dia a dia, o mundo seria um caos completo. Muitas burradas são evitadas porque lá atrás, teve um não. Muitas escolhas e atitudes ruins são evitadas por causa do não. É obvio que corremos o risco de dizer não, aquilo que deveríamos dizer sim. A vida não é só “não”, e também não é somente “sim”. Devemos refletir, analisar bem as nossas escolhas e para isso precisamos ter princípios e valores bem sólidos, e neste quesito, a Palavra de Deus é a mais segura. Se não tivermos valores, princípios corretos, corremos o risco de começar batalhas e conflitos que sugam as nossas forças, quando na verdade não precisávamos passar por isso. Infelizmente temos a tendência de fazer aquilo que não deveríamos fazer. É por isso que devemos travar uma guerra contra nós mesmos para dizermos não aquilo que é destrutivo para nossa vida e para nossa família. De fato, se quisermos desfrutar de felicidade, precisamos dizer não a pensamentos, ideias, valores que as vezes parecem ser bons, mas não são. O problema é que hoje existe um afrouxamento em nossa sociedade, na questão de valores e princípios, e receio que daqui a pouco não haverá mais o não e o sim, em troca disso, colocarão um meio termo. Há mais de 2000 anos atrás, Jesus Cristo já alertou dizendo: “Seja, porém, o vosso falar, sim, sim ou não, não” (Mateus 5.37). Dizer não ao filho que quer fazer coisa errada, é um ato de amor. Dizer não as drogas e outros vícios, a corrupção, e outros mais, é zelar por você mesmo e pelos que o cercam. Dizer não a tentações que vem para tentar destruir teu relacionamento familiar, é colher paz e alegria pra você e para sua família. Enfim dizer não ao que não vale a pena, mesmo que os outros digam que vale, traz mais vida, e te livra de angustias, de peso na consciência, de conflitos intermináveis. Que Deus nos ajude a dizermos não aquilo que de fato precisamos dizer não.

Rev Sandro Carvalho Rodriguespastor da Igreja Presbiteriana do Pinhão

Deixe uma resposta

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: