Créditos: Daniel Guimarães / CBF

Irmãos usam legado do pai para incentivar a Seleção Brasileira e promovem tour de réplica da taça da Copa por cidades do país

Redação Fatos do Iguaçu com CBF

Você que acompanha a Seleção Brasileira há algum tempo certamente lembra de ver um senhor de bigode e chapéu com um troféu na mão nas arquibancadas de todo o mundo em jogos da Canarinho. A figura em questão é Clóvis Acosta Fernandes, que ficou conhecido como Gaúcho da Copa. O torcedor símbolo da Seleção morreu em 2015, mas deixou um legado de devoção e carinho pela Amarelinha.

Os filhos de Clóvis, Frank e Gustavo, que muitas vezes o acompanharam, seguem fazendo a missão do pai: apoiar o Brasil onde quer que ele esteja. Nesta Copa América 2019, disputada em casa, eles estão rodando o país de carro, sede por sede da competição, atrás da Canarinho. Nesta primeira fase da competição, eles começaram a caminhada em São Paulo (SP), foram para Salvador (BA), onde encontraram a equipe do site da CBF, e agora estão voltando para a capital paulista.

Neste início de viagem, Gustavo está viajando de carro com um cinegrafista e o irmão, com um filho recém-nascido, tem encontrado com ele já nas cidades, indo de avião. Eles promovem o tour da taça pelas estradas brasileiras. Com uma réplica da Copa do Mundo, troféu concedido aos campeões mundiais, eles param por cidades e povoados e fazem questão que todos interajam com o objeto, que chamam de Taça do Povo. Na verdadeira, apenas o campeões podem tocar. Na dos Gaúchos da Copa, porém, todo contato é bem-vindo.

– A estrada está sendo maravilhosa. Desbravar o Brasil como estamos fazendo é algo que ficará para sempre na memória. Não é a primeira vez, mas cada viagem tem as suas particularidades. Rodar o Brasil pelas estradas estaduais, passar por diversas culturas, é o que nos dá a real importância da Seleção Brasileira, do amor que as pessoas sentem pela pátria e pelo futebol.

Se o Brasil for até a final serão 12 mil quilômetros. E todo lugar tem uma camiseta da Seleção Brasileira. Nosso povo é apaixonado pelo país. O brilho no olho deles é maravilhoso de viver. Isso está me preenchendo de uma forma única. Essa é a taça do povo, é a que todos podem tocar e beijar. E levar ela para as pessoas e ver este carinho é gratificante demais – revelou o torcedor. 

Até Salvador, Gustavo completou três mil quilômetros rodados. Os gaúchos da Copa recebem o apoio da Brahma, patrocinadora oficial da Seleção Brasileira, para o projeto. Frank vai se juntar ao irmão agora, em São Paulo, e não vê a hora de cair na estrada novamente.

– Você consegue sentir uma energia boa quando as pessoas pegam na taça. Existe um impacto quando sentem o peso dela. As crianças pedem para erguer por cima da cabeça, como os campeões. É muito legal esta interação que a gente está conseguindo promover – afirmou. 

A Seleção enfrenta o Peru neste sábado, às 16h, na Arena Corinthians, pela terceira e última rodada da Primeira Fase da Copa América 2019. Se conquistar a vaga nas quartas de final com a primeira colocação, a equipe do técnico Tite vai jogar em Porto Alegre (RS).

Em caso de triunfo, disputa a semi em Belo Horizonte (MG) e, numa eventual final, chegará ao Rio de Janeiro (RJ). Que os Gaúchos da Copa sigam a Canarinho por todas estas cidades e deixem o Maracanã com um sorriso no rosto e mais uma taça após a grande decisão!

 


Compartilhe

Veja mais