Humberto Silva Pinho

Por Humberto Pinho da Silva

No último quartel do século XX, estava em Madrid, a participar num Congresso Internacional, onde estavam presentes várias Confissões.

Nesse recuado tempo, inquietantemente interrogava-me: Como devo orar?

Reparei, atónito, nessa ocasião, que alguns crentes fervorosos, oravam como se conversassem com Deus, com palavras singelas.

De regresso a Portugal, abri apressadamente a minha Bíblia, buscando as recomendações de Jesus, sobre a oração – fui à Fonte, – já que as obras que abordavam o tema, em geral, eram demasiadamente filosóficas e esotéricas.

Rapidamente verifiquei, que Cristo, além de ensinar o “ Pai-Nosso” deixou algumas recomendações úteis.

Conselhos, que pretendo apresentar ao leitor que não tem ou perdeu o hábito de rezar:

Ao pedir a graça deve faze-lo em nome em nome de Jesus: “ Tudo que pedirdes ao Pai, em Meu nome, eu vo-lo farei, para que o Pai seja glorificado no Filho”. (Jo13:14). Pedi com fé, convicto que alcançáreis” (Mt21:22)

“ Pedi e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei e abrir-se-vos-á.” (Lc11:9)

“ Quando orares, entra no teu aposento e fechada a porta, ora a teu Pai em secreto; e teu Pai, que vê o que se passa em secreto, te dará a paga.” (Mt6:6)

“ Não faleis muito, como os gentios; pois cuidam que pelo seu muito falar serão ouvidos.” (Mt6:7)

Deve, igualmente, confessar sua fé diante dos homens: “ Todo aquele que está Me confessar diante dos homens Eu o confessarei diante do meu Pai, que está nos Céus.” (Mt10:32)

Até aqui foram os conselhos de Jesus, colhi, também alguns pareceres úteis de homens de Deus.

Escrivá de Balaguer, recomenda que não se deve limitar a ter horário certo, para orar:” Não penseis que a oração é um ato que se cumpre e se abandona em seguida”. “ Todo o dia pode ser tempo de oração: de noite à manhã e da manhã à noite – Homilia do dia 19/03/66 “ A Ascensão do Senhor aos Céus”

A beata Irmã Maria do Divino Coração (Condessa Droste Zu de Vischering,) rezava sempre ou cantava, enquanto executava as tarefas diárias.

Todo o cristão deve frequentar o Igreja. Santa Teresa de Jesus, recomendava o convívio com outros crentes: “ – Em especial ao princípio – que procurem amizade e trato com outras pessoas, que trate do mesmo.” (oração) – Livro da Vida, Cap.VII: 20. Edição do Carmelo – Porto.

Dizia o Irmão Roger: “ A nossa missão de cristãos, é ser revelador de Cristo, mesmo sem palavras.” – Pelo exemplo.

Para terminar, acrescento: Não seja ingrato. Agradeça quando receber a graça solicitada. Não reze só para pedir, mas para louvar. Prefira orar com palavras suas, como se conversasse com Deus.

Espero que esta despretensiosa crónica lhe seja útil, para crescer espiritualmente. Esse é meu único desejo.

Utilizei, nas citações bíblicas versão do Padre António Pereira de Figueiredo, que segundo Bigote Chorão: “ oferece a garantia de uma linguagem de varonil dignidade.”

LEIA TAMBÉM:

D. PEDRO II E A CIDADE DO PORTO

A MINHA BISAVÓ JÚLIA

ONDE SE FALA DE INGRATIDÃO E DO FIM DO MUNDO


Compartilhe

Veja mais