Capa e Editoral da Edição nº:862

Falar em Reserva do Iguaçu,

 É relembrar os tempos de Rondinha, dos pioneiros que lutaram pela emancipação política e a eles dizer obrigado.

È contar que lá há empresários, comerciantes, agricultores, produtores rurais, pecuaristas, profissionais liberais, lideranças políticas, religiosas que acreditaram  e acreditam no potencial desse município.

É enaltecer os muitos artistas seja da música, gaita, dança, artesanato, que a cada espetáculo que organizam deixam todos encantados.

 É se admirar de lindas paisagens, de uma terra fértil e muito boa para se plantar, colher erva-mate e pinhão.

É contar que lá tem lindas cachoeiras, Casa de Pedra, o Museu do Iguaçu, tem o Passo da Reserva, que é uma fortaleza para a fé dos que vivem no município e um acalento para  os viajantes.

É ver o jeito simples e extrovertido do povo nos casos das tropeadas da Amizade, da Festa de Nossa Senhora no dia 8 de dezembro e seus muitos  romeiros.

É lembrar que o Fatos do Iguaçu nasceu nesse município que vem se transformando ano a ano. No Fatos está o registro de toda a história  do município, suas lutas e conquistas, suas batalhas, dores e sucessos. Da sua gente boa e trabalhadora

É falar de uma gente hospitaleira, acolhedora, de muita fé, alegre e que não mede esforços para fazer de Reserva do Iguaçu há 22 anos o melhor lugar do mundo para se viver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + sete =

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: