Maria Vitória

Nesta sexta-feira,16 e sábado haverá entrega de Bufunfa

No dia 8 de julho, via WhatsApp, a redação do Fatos do Iguaçu recebeu uma mensagem da jovem Maria Vitória Mieskowicz da Silva, (foto), solicitando uma reportagem sobre a Bufunfa, pois ela havia se inscrito no programa e queria ficar sabendo como aconteceria a entrega.

Nada foi explicado

Maria Vitória é uma jovem esposa que decidiu mudar os hábitos e tem buscado realizar a separação do lixo, foi se cadastrar na Bufunfa, ficou decepcionada porque não lhe explicaram como é para fazer, qual destino ela deve dar para o reciclado e nem quando ela poderia pegar a Bufunfa, “Eu fui lá fazer a inscrição, eles disseram que tinham cancelado que não ia ter mais. Mas aí fiquei sabendo do recadastramento e fui lá de novo e fizeram a minha inscrição, quando perguntei quando poderia pegar a Bufunfa, me disseram que eu ouvisse o rádio, que ia sair lá, mas eu não tenho o costume de ouvir o rádio, aí resolvi pedir para o Fatos do Iguaçu fazer a reportagem, porque eu acompanho o site”.

Não foi explicado nem como o reciclado seria coletado “Eu perguntei como era para fazer, só tive como respostas que era para eu separar o lixo, mas separar de que forma, só separar os secos? É preciso limpá-los? Onde devo levar? Eles vêm buscar? nada me foi informado”.

 Maria Vitoria mora no Bairro Azaleia, Rua Antonio Tussolini, 191, segundo ela, o caminhão do reciclado não passa na sua rua, mas ela já tem o lixo separado.

Retirada da Bufunfa

A Bufunfa são vales feira no valor de R$6,86 e mais de 1. 200 inscritos no programa faziam a retirada na própria Feira do Produtor no sábado.

A secretaria de Meio Ambiente disponibilizava uma funcionária que fazia a entrega conforme o relatório do setor tributário, pois a pessoa precisa estar em dia com o IPTU, além de separar o lixo para ter direito a Bufunfa.

A entrega da Bufunfa tem sido dificultada

Desde que o prefeito José Vitorino Prestes, PSB, assumiu no começo do ano, as entregas das Bufunfas não têm ocorrido de forma contínua, ficando inclusive vários sábados sem ser entregue, dando muitos sinais de que havia intenção de acabar com o Programa.

Na primeira quinzena do mês de junho a redação do Fatos do Iguaçu entrou em contato com o secretário municipal de Meio Ambiente, Urbanismo e Habitação, Osmar Luiz Piva, que repassou que no sábado, 19 de junho a Bufunfa voltaria a ser entregue, como ocorreu.

 No sábado seguinte, 26, foi entregue com o aviso que seria o último sábado que seria entregue, pois a administração estava organizando um recadastramento para organizar alguns pontos do programa e após disso voltariam a entregar, isso levou a formar no local da entrega uma enorme fila para o recebimento dos vales, demonstrando o quanto a população utiliza a Bufunfa.

Recadastramento

Novamente a jornalista Nara Coelho, procurou Osmar Luiz Piva que respondeu “O programa vai continuar, mas, precisamos readequar algumas questões, pois havia pessoas recebendo a Bufunfa estando em atraso com o IPTU, recebendo mais de uma vez e pessoas que já não moravam no locam indicado, continuavam a receber a Bufunfa, por isso o recadastramento”.

Devido ao recadastramento, mais dois sábados ficaram sem ser entregues os vales, 03 e 10 de julho, nesses 15 dias, dos mais de 1.200 inscritos, apenas 170 haviam se recadastrado.

Dificuldades para o recadastramento

Para realizar o recadastramento a pessoa tem que ir até a secretaria de Meio Ambiente, Urbanismo e Habitação, que fica no Bairro Vila Caldas, o que dificulta muito, além de uma escada para subir e muitos dos fregueses da feira são idosos, como lembrou a feirante Claudimara Moraes Baggio, a Mara, “Fato que deveria ser levado em consideração. Temos muitos clientes idosos, eles terão que ir em 3 lugares para resolver o problema da Bufunfa, na Secretaria, tributação e na feira, sendo que em um só lugar fariam tudo. Ainda não dá para bater tanta perna assim, estamos numa pandemia”.

Pouca divulgação e informação

O vereador Elias Prestes, PP, que é da base do governo conversou com o Fatos do Iguaçu sobre a Bufunfa, “O recadastramento está praticamente extinguindo a Bufunfa porque para recadastrar não precisa parar a entrega, deve ser feito na feira, a secretaria não tem uma boa localização, tem muitas freguesas grávidas e idosas, tem que melhorar, vamos melhorar, mas sem prejudicar o que está funcionando e bem. O recadastramento está mal divulgado. Temos sim medo que o programa pare, eu e os demais vereadores, sabemos que ele é bom, atinge de forma positiva a população e os pequenos agricultores”.

Um pedido

Na sessão do legislativo do dia 12, vários vereadores se manifestaram a favor do Programa da Bufunfa e o vereador Elias na entrevista reforçou o pedido, “A gente pede que a Bufunfa continue, esse pedido não é só meu, é dos demais vereadores, o programa atinge diversos setores da economia do municipio, o produtor rural, uma agroindústria levando seus produtos na feira, isso movimenta a nossa economia local, estimula a cultura de separação do lixo, o programa da Bufunfa é modelo para o Brasil”.

Os fregueses

A equipe de jornalismo também procurou ouvir os fregueses da feira e todos são unânimes em dizer que a Bufunfa tem que continuar e faz a diferença e ajuda muito a colocar alimentos saudáveis na mesa.

Terezinha Aparecida Miranda representa muito bem o que as freguesas da feira pensam em relação à Bufunfa. Ouça o áudio.

Para recadastrar

As pessoas que desejam fazer sua inscrição no programa da Bufunfa ou fazer o recadastramento, no caso dos já inscritos, devem levar o carnê do IPTU, um comprovante de endereço, conta de luz ou água e um documento pessoal, RG ou CPF.

De acordo com os representantes da AFP, Associação dos Feirantes de Pinhão, que hoje é composta por 33 agricultores, com a parada da entrega da Bufunfa as vendas têm caído, alguns agricultores têm voltado com produtos para casa, coisa que não acontecia.

Hoje, em torno de 19 a 23 agricultores fazem a feira, contundo, a retirada da Bufunfa tem enfraquecido o movimento, isso tem desestimulado os produtores a levarem seus produtos para a feira.

Uma sugestão

A feirante Mara dá uma sugestão à administração, “Com a pandemia, muitos serviços estão sendo feito online. Se for dada a opção de realizar de forma online, apenas algumas pessoas que não têm acesso a essa tecnológica irão precisar fazer o cadastro pessoalmente. Não vejo problema nenhum de ser realizado na própria feira, pois é uma área aberta, com certeza não terá aglomeração, já que são poucos que não farão o recadastramento online”.

Bufunfa será entregue às sextas-feiras na tributação

O vereador Elias Prestes repassou que durante a semana o secretário de Administração interino, Cleverson Mühlstedt, que segundo o vereador também entende que o programa deve continuar, fez uma reunião com o secretário de Meio Ambiente, Piva, da qual o vereador também participou e ficou definido, “Entrega da Bufunfa será na sexta-feira no setor de tributação, e no sábado na feira, o retorno da entrega da Bufunfa já será nesse sábado”.

“Sexta feira, 16 de julho a Bufunfa será entregue” diz Piva

Por conversa via telefone, na terça-feira, 13 de julho, Piva afirmou que, “A Bufunfa continua, só precisamos organizar e melhorar a participação da reciclagem do lixo, pois tem chegado pouco reciclado no aterro e a prefeitura está tendo que complementar o salário das pessoas que trabalham lá na reciclagem”.

Sobre a entrega da Bufunfa, Piva disse, “Nessa sexta-feira, 16, a Bufunfa volta a ser entregue, ela vai ser entregue inclusive no setor de tributação na prefeitura”.

Quanto ao recadastramento, ele disse que serão dois locais, “O recadastramento continuará sendo feito na secretária de Meio Ambiente durante a semana, mas também será realizado na Feira aos sábados”.

Quinta-feira é dia de lixo reciclado

Piva disse que nas quintas-feiras os caminhões de lixo também vão recolher os reciclados, “Além do caminhão azul, que já tem sua rota e dias certos para recolher o lixo reciclado, nas quintas-feiras, os demais caminhões de lixo vão passar recolhendo o reciclado”.

O Programa da Bufunfa

A Bufunfa é um programa implantado na administração anterior, do prefeito Odir Gotardo, PT, que já ganhou repercussão nacional, que tem três objetivos bem claros, estimular a população a separar o lixo, dar dignidade e promover renda às pessoas que fazem a separação do lixo e movimentar a Feira do Produtor, que é um dos espaços de venda da produção da agricultura familiar, promovendo assim a geração de renda e movimentando a economia local.

As pessoas que têm o IPTU em dia e reciclam o lixo, podem se inscrever no programa e retirar a Bufunfa, que é um vale compra no valor de uma UFM, Unidade Fiscal do Municipio, que hoje é de R$ 6,85.  Os vales são retirados uma vez por mês, o número de Bufunfa varia com o número de vezes que a coleta é feita na rua da pessoa, pois a verba para ao pagamento da Bufunfa, vem da taxa do lixo que os cidadãos pagam.

LEIA TAMBÉM:

Bufunfa volta a ser entregue nesse sábado

BUFUNFA

A Bufunfa coloca Pinhão em destaque nacional


Compartilhe

Veja mais