Foto: reprodução

Acompanhe ao vivo o júri de Manvailer acusado de matar Tatiane Spitzner

Redação Fatos do Iguaçu com MPPR

Luis Felipe Santos Manvailer foi denunciado pelo Ministério Público do Paraná por homicídio qualificado (feminicídio, motivo fútil e morte mediante asfixia) e fraude processual (por ter removido o corpo da vítima do local da queda e limpado vestígios de sangue deixado no elevador). A gravidade dos fatos levou à edição de lei estadual que estabeleceu a data do crime (22 de julho) como o Dia de Combate ao Feminicídio.

Denúncia – Conforme a denúncia criminal oferecida pelo MPPR, por meio da 10ª e da 12ª Promotorias de Justiça da comarca, na madrugada do dia 22 de julho de 2018, após uma discussão quando retornavam de uma casa noturna, o réu passou a agredir sua esposa Tatiane Spitzner. Boa parte dos fatos chegou a ser registrada pelas câmeras de segurança do prédio onde o casal residia. Ao final das agressões, segundo a ação penal, a mulher teria sido lançada da sacada do apartamento pelo denunciado.

O julgamento ocorre na Vara do Tribunal do Júri de Guarapuava, nesta quarta-feira, 10/02 a partir das 9 horas com a adoção de medidas de prevenção ao contágio pelo coronavírus, como a restrição de acesso ao local. A transmissão será feita por meio do canal do TJPR no YouTube.

LEIA TAMBÉM:

Júri de Luis Felipe Manvailer é adiado

Faça seu comentário