Fiat Toro Ultra, Ranch, Endurance, Freedom e Volcano /Divulgação

A Fiat apresenta a linha 2022 da Toro

por Daniel Dias / AutoMotrix

A Fiat Toro foi lançada em 2016 com a proposta de transformar o segmento de utilitários ao apresentar o conceito SUP (Sport Utility Pick-up) – uma picape com atributos de conforto e dirigibilidade de um utilitário esportivo. Produzida na cidade de Goiana, em Pernambuco, tornou-se um sucesso instantâneo de vendas e já foi a escolhida por quase 300 mil clientes brasileiros. Agora, passa pela mais importante evolução desde seu lançamento. As mudanças estéticas aparecem mais nas versões a diesel Ultra e Ranch, que receberam frentes novas, realçando a grade inédita e novos faróis de leds, além de um interior totalmente repaginado, no qual destaca-se a nova central multimídia. Nas configurações Endurance (de entrada), Freedom e Volcano, tanto nas versões flex quanto nas diesel, a evolução visual externa mais visível está nos faróis.

Visão frontal do Fiat Toro Ultra Turbo Diesel AT9 4x4
Fiat Toro Ultra Turbo Diesel AT9 4×4 | Foto: Divulgação

Eles continuam divididos em duas partes, mas a superior agora é em leds e divide o trabalho entre luz diurna de condução e setas de direção – anteriormente, a seta era uma lâmpada halógena. Os faróis principais são em leds a partir da versão Freedom e estão um pouco mais finos. Na linha flex, há uma novidade oculta sob o capô: é o motor 1.3 GSE Turbo Flex T270 (em alusão ao empuxo em Nm), que estreou no Jeep Compass Série Especial 80 Anos e entrega até 185 cavalos de potência e o maior torque da categoria, com 27,5 kgfm (no Compass, o torque atinge 28 kgfm). Já as versões diesel preservam o motor turbo de 170 cavalos apresentado em 2016. A linha 2022 estará na rede de concessionárias a partir de 15 de maio.

Fiat Toro Ranch Turbo Diesel AT9 4×4 | Foto: Divulgação

As cinco versões da linha Toro movidas a diesel permanecem as mesmas do modelo anterior. Além dos faróis, as três mais baratas tiveram discretíssimas mudanças no visual – novos frisos na grade e o logo da marca centralizado, para-choque redesenhado e molduras retangulares nos faróis de neblina. A básica Endurance Turbo Diesel AT9 4×4 parte de R$ 152.990, a intermediáriaFreedom Turbo Diesel AT9 4×4 inicia nos R$ 164.390 e a Volcano Turbo Diesel AT9 4×4 começa em R$ 177.690. Opowertrain” mantém o motor turbodiesel de 170 cavalos, câmbio automático de 9 marchas, tração integral com seletor e controle eletrônico de descida.Com o mesmo motor e câmbio, as versões “agraciadas” com a nova frente foram as “top” Ranch e Ultra Turbo Diesel AT9 4×4 – R$ 185.490 e R$ 187.490, respectivamente.

Interior da Fiat Toro Ranch Turbo Diesel AT9 4×4,| Foto: Divulgação

Nelas, a Toro traz um novo desenho na dianteira, incluindo o Logo Script e a Fiat Flag (bandeira italiana estilizada), capô mais encorpado, grade proeminente, novas rodas e “bulbar” integrado ao para-choque. Ambas trazem de série uma nova central multimídia de 10,1 polegadas, nova grade frontal (a borda da grade é cromada na Ranch e preta na Ultra), sistema avançado de assistência ao condutor, frenagem autônoma de emergência, aviso de mudança de faixa e comutação automática dos faróis, cargo bag (separação na caçamba), nova moldura lateral da caixa de roda, santantônio integrado, estribo preto, para-barro, rodas de liga leve de 17 polegadas mais pneus AT plus com escrita branca, novos assentos de couro sintético (na Ranch, são em marrom, enquanto a Ultra adota o cinza), badge externo (portas dianteiras), badge interno, acabamentos interiores e exteriores escurecidos e logotipo “Fiat”, maçaneta da porta na cor externa, bordado nas costas dos bancos dianteiros, novo cluster específico (Welcome Movement) e tapetes de carpete com bordados. Na Ultra, lançada em novembro de 2019, o grande diferencial continua a ser a cobertura rígida na caçamba. Já na Ranch, os estribos cromados reforçam o estilo rural.

Fiat Toro Ultra Turbo Diesel AT9 4×4 | Foto: Divulgação

As quatro configurações flex da Toro 2022 também são as mesmas do modelo anterior, todas com tração dianteira. As sutis mudanças estéticas são as mesmas das configurações a diesel mais básicas – faróis com luz diurna em leds, frisos na grade, para-choque reestilizado e novas molduras dos faróis de neblina. A versão de entrada Endurance 1.8 Flex AT6 – que parte de R$ 114.590 – é a única que preserva o veterano motor 1.8 Flex. A partir da Endurance Turbo Flex T270 AT6 – que começa em R$ 119.590 – é que aparece a grande novidade mecânica da linha 2022 da Toro: o novo motor 1.3 Turbo T270 de 185 cavalos (com etanol).Acima dela está aFreedom Turbo T270 Flex AT6 – oferecida por R$ 131.890. E a versão “top” da Toro com motor bicombustível é a Volcano Turbo Flex T270 AT6, que custa a partir de R$ 144.990. A Volcano é a única versão flex que pode receber opcionalmente a nova central multimídia de 10,1 polegadas.

Tops” com privilégios

Todas as versões da Toro 2022 trazem de série o Cluster Full Digital com tela de 7 polegadas, com os indicadores de temperatura e nível de combustível em leds.  O interior foi revisado para ganhar mais porta-objetos, inclusive no console central. Nas renovadas versões Ultra e Ranch, a “vedete” interna é a nova central multimídia de 10,1 polegadas posicionada na vertical (que é opcional na versão Volcano). As versões diesel “top” receberam ainda mais itens de tecnologia, incluindo o sistema de assistência ao condutor com frenagem autônoma de emergência, aviso de mudança de faixa e comutação automática dos faróis. O carregador de smartphone sem fio vem de série na Ultra e na Ranch.

As Toro Ultra e Ranch oferecem ainda uma plataforma completa de serviços conectados. De forma remota e com toda a conveniência, o usuário passa a contar, na palma da mão com seu celular, por exemplo, com serviços de manutenção, segurança e emergência, navegação, assistência virtual e entretenimento no veículo com Wi-Fi, em uma experiência totalmente imersiva para o cliente. Tudo isso viabilizado pela parceria com a TIM Brasil, com o fornecimento de eSIM, chip virtual para acesso à internet, habilitando a navegação e a experiência do usuário dentro do veículo.

Sem desperdiçar força

A linha Toro 2022 estreia o motor turbo flex mais potente e de maior torque produzido no Brasil. O Turbo T270 (o “T” é da colocação transversal) gera 185 cavalos de potência com etanol a 5.750 rotações por minuto e torque de 27,5 kgfm a 1.750 rpm. Ele é associado ao câmbio automático de 6 marchas. Segundo a Fiat, o motor Turbo T270 produzido no Polo Automotivo de Betim (MG) é resultado da grande evolução no “downsizing” em propulsores, com menor cilindrada e elevados desempenho e potência. A versão mais bem equipada com o novo motor bicombustível é a Volcano, mas ele também é disponibilizado na intermediária Freedom e na básica Endurance.

Visão interna da carroceria  da Fiat Toro Ultra Turbo Diesel AT9 4x4 |
Fiat Toro Ultra Turbo Diesel AT9 4×4 | Foto: Divulgação

O Turbo T270 é equipado com a tecnologia MultiAir III da Stellantis, já presente em outros propulsores. O sistema eletro-hidráulico permite o controle totalmente flexível da duração e da elevação das válvulas de admissão e controle de carga do motor sem gerar perdas de bombeamento e contribuindo para reduzir o consumo de combustível em operações de baixa e média cargas. O novo perfil com pré-levantamento permite a abertura das válvulas de aspiração durante a fase de escapamento, visando à atuação do EGR (Exhaust Gas Recirculation ou Recirculação de Gases de Escape) interno, com redução dos óxidos de nitrogênio e aumento da eficiência do motor na carga parcial. O turbo de baixa inércia proporciona volume de ar reduzido entre o compressor e o coletor de admissão para oferecer uma resposta mais rápida.

Ficha Técnica

Fiat Toro Volcano Turbo Flex T270 AT6

Fiat Toro Volcano Turbo 270 Flex AT6 | Foto: Divulgação

Motor: transversal dianteiro, 1.3 turbo, quatro em linha

Potência: 180 cavalos (gasolina), 185 cavalos (etanol) a 5.750 rpm

Torque: 27,5 kgfm a 1.750 rpm

Combustível: gasolina e etanol

Transmissão: automática de 6 marchas à frente e uma à ré

Velocidade máxima: 195,5 km/h (gasolina), 197,5 km/h (etanol)

Aceleração de zero a 100 km/h: 11,2 segundos (gasolina), 11 segundos (etanol)

Consumo: urbano 9,4 km/l (gasolina), 6,5 km/l (etanol), estrada 10,8 km/l (gasolina), 8 km/l (etanol)

Tração: dianteira

Freio: ABS e ESC, dianteiro a disco ventilado, traseiro a tambor

Suspensão: dianteira tipo MacPherson com rodas independentes, braços oscilantes inferiores com geometria triangular e barra estabilizadora, traseira tipo multilink com rodas independentes, links transversais e longitudinais e barra estabilizadora

Direção: elétrica com pinhão e cremalheira

Rodas: liga de alumínio 18 polegadas

Pneus: 225/60 R18

Peso: 1.705 quilos

Capacidade de carga: uma tonelada

Dimensões: comprimento de 4,94 metros, largura de 1,84 metro, altura de 1,73 metro, entre-eixos de 2,99 metros

Altura livre do solo entre os eixos: 25,9 centímetros

Ângulo de entrada: 25,7 graus

Ângulo de saída: 28,4 graus

Tanque de combustível: 55 litros

Faça seu comentário