Viciado em agradar os outros

Não quero falar sobre aprovação escolar, muito menos de aprovação no vestibular, gostaria de pensar um pouco sobre o vício de viver para agradar os outros. O que quero dizer com isso é que tem pessoas que vivem preocupadas com o que os outros pensam dela e por causa disso vivem bajulando, concordam com tudo o que os outros falam, mesmo que seja uma grande asneira.

Em outras palavras é o medo de serem rejeitadas, não confrontam o outro, ignoram princípios e valores, entram em lutas dos outros que não valem a pena, apenas para serem aprovados pelos outros. Tem pessoas que defendem o indefensável apenas para agradar o grupo. Outros destroem amizades para agradar o grupo (isso se percebe bem nos partidos políticos). Viver assim é um tormento, pois você nunca é você, antes procura ser o que os outros querem que você seja (pouco confuso né).

Na verdade, viver para agradar os outros, não é vida, pois você vai se perdendo aos poucos, só por causa do orgulho de receber aprovação dos outros. Tem pessoas que entram em cada “enrascada” por causa disso, acabam realizando favores suspeitos e imorais, apenas para receber louvor dos outros. Diante disso, prefiro ser tachado de “certinho” ou “santinho”, do que de bandido, corrupto ou sem vergonha.

Na verdade, o desejo de aprovação tem origem no nosso orgulho, o desejo de sempre ser bem visto pelos outros, e se não for lembrado pelos outros, vem decepção, tristeza, se ninguém curtir minha foto, pronto, acabou o mundo. A pessoa que vive assim, nunca está contente com o que tem, faz acepção de pessoas e chegará um momento em que tudo vai desmoronar e então vai perceber que viver assim é como construir um castelo de areia achando que vai durar para sempre.

Para vencer esse vício, faz-se necessário revisitar as motivações, sem preconceitos, e assim fazer um diagnóstico correto do próprio coração. Fazer isso, dói, mas te leva a lutar para curar o que precisa ser curado. Outro passo é procurar pessoas de bem que querem o seu bem, experientes, de bom caráter, e pedir a essas pessoas que sejam extremamente sinceras, que confrontem com amor e que não sejam bajuladores.

Para finalizar, creio que é o mais importante, exponha sua vida, suas emoções, suas intenções diante do Eterno Deus, para que Ele direcione e faça as mudanças necessárias na sua vida. Peça a Deus que te livre do autoengano, pois a Bíblia mesmo diz que “enganoso é o coração mais que todas coisas” (Jeremias 17.9).

Peça a Deus que traga alívio ao seu coração, tirando o fardo da aprovação, do vício de viver para agradar os outros. As vezes você não será elogiado, nem sempre vão curtir sua foto, alguém pode não gostar do que você disse ou das suas posições. Se você está em paz com Deus, e procura viver uma vida correta e honesta, essa é a melhor aprovação que existe.

 Rev Sandro – pastor da Igreja Presbiteriana do Pinhão

Deixe uma resposta

error: Alerta: O conteúdo está protegido !!
WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: