Humberto Silva Pinho

Por Humberto Pinho da Silva

Durante decaídas acreditava, na minha inocência, que permanecer na mesma empresa, ou comprar no mesmo estabelecimento comercial, era vantajoso.

Julgava que o freguês de dez ou vinte anos, usufruía tratamento especial.

Estava redondamente enganado. As firmas e empresas, em geral, não beneficiam em: preços ou serviços quem se mantêm fiel.

Pelo contrário: convencem-se que têm o cliente seguro e começam a tosquiá-lo.

Julgo que outrora não era assim; ou pensava que não era.

Meu pai frequentava certa livraria, onde comprava desde livros a material de escritório.

Visitava-a quase diariamente em busca de novidades literárias.

Por ser freguês assíduo e antigo, obtinha descontos de vinte por cento, em tudo que adquiria, e em certos artigos muito mais.

Penso que as empresas – grandes e pequenas, – só teriam a ganhar dando benefícios, em preços e serviços, aos que se mantêm ligados a elas, ao longo de décadas.

Julgava – digo eu, – vantajoso para todos, mas parece que as empresas têm, em geral, opinião diferente.

Agora ninguém ou quase ninguém, se preocupa em agradar, porque a publicidade lá estará para fazer a população adquirir o que não necessita nem deseja. Consegue persuadir com tal eficiência, que o vulgo chega a pensar, que é ele que escolhe, esquecendo-se que não passa de simples bonifrates.

CLIQUE AQUI – PARA LER OUTROS ARTIGOS

 


Compartilhe

Veja mais