Trabalho e descanso

De tempos em tempos é necessário puxar a freio de mão, sair do fast food para o slow food. Enquanto que alguns “param” demais, outros, vivem em uma correria desenfreada, comem correndo, dormem pouco, achando que assim ganham tempo. Na verdade, para muitos, o dia deveria ter 30 horas, para “dar tempo” de fazer tudo. Isso é uma grande falácia, pois se o dia tivesse horas a mais, ainda assim faltaria tempo para fazer o que se tem que fazer. Hoje, o problema não é a falta de tempo, mas a administração do mesmo. Precisamos de um equilíbrio no uso do tempo, conforme diz as Escrituras: “tudo tem seu tempo determinado e há tempo para todo propósito debaixo do céu ” (Eclesiastes 3.1). Deus fez tudo perfeito, e se nós usarmos bem o tempo que temos, certamente, nossa vida será bem vivida. Precisamos rever as nossas prioridades. Precisamos de menos fast food e mais slow food, ou seja, comer mais devagar, mastigar mais. Hoje em dia as pessoas querem comidas rápidas e querem comer rápido, isso gera, no decorrer da caminhada problemas estomacais, entre outros. Precisamos ter mais tempo para a família e mais tempo para nós mesmos. Precisamos trabalhar sim, mas descansar também. Nas Escrituras vemos que o próprio Deus tirou um dia para o descanso, deixando assim, o exemplo para todos. No ritmo deixado pelo Criador a nós, há tempo para trabalhar e há tempo para descansar. Não podemos viver 24 horas trabalhando, e também não podemos viver 24 horas descansando, tanto o trabalho como o descanso são para o bem do ser humano, é claro que diante disso, precisamos repensar sobre a nossa correria do dia a dia e assim vivermos uma vida com equilíbrio, aproveitando ao máximo o tempo que Deus nos dá.

Rev Sandro Carvalho Rodrigues – pastor da Igreja Presbiteriana do Pinhão

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 3 =

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: