SETE PASSOS PARA ALGUM LUGAR

Dicas simples para que o ano que está por vir não seja apenas mais um ano simplório.

Primeira: aprenda a fazer alguma coisa nova. Qualquer coisa. Aprenda a cozinhar novos pratos, a fazer algum tipo de artesanato, um exercer novo ofício, qualquer coisa, mas não se negue a esse tipo de aprendizagem. Se essas coisas não forem úteis, com certeza, te tornarão uma pessoa melhor por simplesmente se sentir mais hábil.

Segunda: leia poesias, ouça músicas que não tocam nas rádios (de outras épocas e de outros povos), veja e contemple belas imagens (pinturas, esculturas e fotografias de paisagens). Permita que a beleza de todas as épocas faça parte de sua vida para que ela, a beleza, te defenda da feiura que impera em nossa época. Se isso não tiver serventia alguma, ao menos te tornará uma pessoa melhor, capaz de enxergar a vida doutras perspectivas.

Terceira: dê esmolas. Ajude quem precisa. Procure essas pessoas, converse com elas e estenda a sua mão para elas. Tais gestos, provavelmente não irão mudar o mundo, mas irão mudar a sua vida e a das pessoas que você ajudar duma forma que, no momento, você provavelmente não é capaz de imaginar.

Quarta: reze mais, leia diariamente um capítulo da Sagrada Escritura e procura conhecer a vida dum Santo (ao menos uma por mês). Sim, é óbvio que isso é bom; mas nós apenas descobrimos o quanto que isso é capaz de nos transformar, de nos transubstanciar, quando aprendemos a viver e a rezar com os Santos de modo ordeiro e disciplinado.

Quinta: estude. Procure conhecer coisas novas. Qualquer coisa. Mas estude religiosamente. Um pouco por dia, mas todo dia um pouco.

Sexta: faça um diário. Não para escrever “meu querido diário, blablabla”. Não. Tenha consigo um caderninho para anotar suas ideias, impressões, planos, frases e imagens que, de alguma forma, te marcaram, ou algo assim. Isso, provavelmente, não terá serventia alguma, mas lhe permitirá um momento para refletir sobre a tal da vida.

Sétima: se uma tristeza profunda, ou problemas familiares, pessoais, profissionais, enfim, se a vida tentar te puxar pra baixo e te jogar na lama da existência, lembre-se das seis dicas anteriores e as pratique de modo perseverante, pois se não podemos resolver os problemas que querem nos despedaçar, centremos nossas forças em algo que nos edifique. Pronto e acabou.

 Ah! E não se esqueça que uma boa xícara de café é, definitivamente, um santo remédio que praticamente nada cura, mas em tudo ajuda.

Escrevinhado por Dartagnan da Silva Zanela

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 + 12 =

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: