Sebastião Campos mantém o transporte universitário gratuito

prefeito Sebastião Campos e o secretário de Educação João Fernandes Nunes Felix e a comissão formada de universitários e cursistas. | Foto: Naor Coelho/Fatos do Iguaçu

Por Nara Coelho

No inicio do ano, o prefeito de Reserva do Iguaçu, Sebastião Campos, (MDB) recebeu a informação da Copel que a empresa não cederia mais o ônibus que leva os acadêmicos para estudar em Guarapuava.

Essa noticia trazia impactos no orçamento da prefeitura. “São três ônibus que levam os alunos, a prefeitura arca com dois e a Copel com um, não ter mais o convênio, provocava um aumento muito grande de gastos no nosso orçamento, dificultando e muito a gratuidade do transporte”, contou o prefeito.

REUNIÃO COM OS UNIVERSITARIOS

Para discutir o problema com os acadêmicos e cursistas que utilizam o transporte universitário, o prefeito realizou uma reunião no dia 5, terça-feira, na Câmara de Vereadores que, ao ser marcada, tinha um indicativo de ser tensa, mas ocorreu de forma bem tranqüila, já que o prefeito trouxe boas noticias.

COPEL MANTÉM O CONTRATO

O secretário municipal de Educação João Fernandes Nunes Felix, abriu a reunião explicando toda a situação para os alunos e também falando da importância dos universitários se organizarem, até para que algumas desavenças, atritos e confusões que ocorrem nos ônibus sejam superados.

Como o contrato da Copel vai até junho, eles decidiram que manterão o ônibus levando os universitários no primeiro semestre de 2019. “Para nossa surpresa, no meio do mês de janeiro fomos informados que a Copel não forneceria mais o ônibus, começamos a nos mobilizar, pois eu, Sebastião Campos, em campanha prometi melhorar o transporte e manter a gratuidade, em 2017, compramos um ônibus bem melhor para os universitários, mas a saída da Copel provocava um transtorno grande, em 2018, sem contar manutenção, só com o combustível dos dois ônibus e o salário dos motoristas, gastamos 153 mil reais.

Mas, na segunda-feira, conseguimos convencer a Copel a cumprir o contrato que vence em junho, a partir daí, a prefeitura e a associação dos universitários terão que juntos pensar numa alternativa”, falou Sebastião aos universitários.

Para os que estudam em Mangueirinha, o transporte continuará sendo cedido uma vez por semana.

ASSOCIAÇÃO

O secretario de Educação repassou aos presentes que a Associação dos Universitários de Reserva do Iguaçu já existia, que estava em dia em relação à prestação de contas e tributos, que eles só precisavam reativá-la. Foi composta uma comissão com representantes dos universitários e cursistas que irá organizar a formação e eleição da nova diretoria da associação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 11 =

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: