Sanepar esclarece sobre venda, instalação e uso de filtros

Redação Fatos do Iguaçu com Assessoria

A Sanepar alerta que há pessoas tentando vender e/ou instalar filtros em residências no município de Pinhão, pedindo para entrar nas casas e até mesmo se passando por funcionários da Companhia ou a serviço da empresa.

A Sanepar esclarece que seus empregados e terceirizados não realizam serviços internos no imóvel e não fazem manutenções no hidrômetro (relógio) sem prévio aviso ao cliente. A Companhia também não faz cobrança direta ao cliente. Todo e qualquer serviço prestado pela Sanepar é cobrado apenas por meio da fatura mensal de água e esgoto.

Esteja atento: os empregados da Sanepar e de suas terceirizadas trabalham uniformizados, usam crachá com foto e os veículos são identificados com a logomarca da Sanepar ou com a expressão “A serviço da Sanepar”. Antes de deixar o prestador de serviço ou o empregado da Sanepar iniciar o serviço, observe a identificação da pessoa (uniforme e crachá) e o veículo. Caso tenha dúvidas ou perceba algo suspeito, ligue imediatamente para a Sanepar, no telefone 0800 200 0115 (ligação gratuita, 24 horas por dia).

Sobre a qualidade da água, os técnicos da Sanepar esclarecem que a água distribuída pela Companhia é potável, segura, dispensa o uso de filtro e pode ser bebida diretamente da torneira. A qualidade da água que a Sanepar trata e distribui é garantida por um rigoroso controle de qualidade, com centenas de análises feitas de hora em hora 24 horas por dia. Por isso, a empresa também reforça que é importante ter a caixa-d’água sempre limpa, para manter a potabilidade da água.

A Sanepar destaca que certos tipos de filtros, por seus componentes, podem retirar os sais minerais da água, inclusive o flúor, responsável pela saúde bucal e que combate as cáries. Vendedores que utilizem a tática de alterar a água da Sanepar podem ser denunciados à polícia.

Naor Coelho

Naor Coelho, administrador de empresa, jornalista e o diretor responsável pelo Fatos do Iguaçu

Naor Coelho has 8857 posts and counting. See all posts by Naor Coelho

Faça seu comentário