RESÍDUOS SÓLIDOS E RECICLÁVEIS

Os resíduos sólidos segundo uma terminologia interessante esimples, são os recicláveis, orgânicos e rejeitos.

Orgânicos a melhor destinação é serem enterrados com  ao menos profundidade de 30 cms (do Programa Papa Lixo) ou em Pinhão, irem para o Aterro Sanitário do Município na localidade de Alecrim, no Faxinal dos Ribeiros.

Rejeitos e outros lixos têm que estar bem separados em sacolas e serem coletados e enviados para o Aterro Sanitário.

Os resíduos recicláveis, são o foco principal desta reflexão, e que ainda lamentavelmente vemos munícipes fazendo destinação ou jogatina incorreta, absurda, e misturando com rejeitos,  ou deixando pegar umidade ou sendo espalhados por cães e ventos, acabam virando lixos. E que são os que fazem mais volume em caminhões coletores, sacos e Aterros Sanitários, mas que podem ser melhor separados e destinados. Um das providências interessantes e de utilidade pública que podem ser tomadas, por munícipes CIDADÃOS, é serem feitos em muros ou locais adequados, casinhas cobertas e fechadas com portas acessíveis, para serem os recicláveis facilmente colocados, coletados, limpos e enxutos. Isso pode ser constatado, nas ruas XV de Dezembro, nº. 173 e 185 do Bairro São José; na rua João Ferreira da Silva, nº. 51, e Nilo Vivier, nº. 89, no Bairro Jardim Mazurechen.

O Município de Pinhão, nos últimos tempos, deu passos importantes em relação à coleta e melhor destinação aos seus resíduos sólidos, além é claro do incentivo (bufunfa criada), mas independentemente disso, cada munícipe CIDADÃO tem que cada vez melhor fazer a sua parte. Ainda há muitos, jogando inclusive resíduos recicláveis em frente de suas casas, em terrenos dos outros principalmente os  baldios e ainda que limpos, por razões que a própria razão desconhece, ignorância a ser enfrentada e combatida ou alguma doença/debilidade mental a ser tratada.

Dias desses fizemos uma coleta e destinação de  resíduos recicláveis, inclusive de pacotes de presentes que dá até dó irem para sacolas e caminhão coletor, que viraram lixo, por terem sido misturados com plásticos com componentes orgânicos (restos de comida, doces), e até cinza  de churrasqueira foi junto, que registramos com fotos, para serem mostradas, para quem duvidar ou achar que é invencionice.

A gente morre e não vê tudo nesta vida! Uma indagação: que significa, seres humanos, ficarem jogando resíduos, em terrenos dos outros, margem de estradas, proximidades de rios, banhados (áreas de preservação permanente-App), ou de qualquer local inadequado?

Em 21/04/2006 vimos uma cena comovente na cidade de Prudentópolis. Uma senhora varrendo folhas de árvores de uma quadra de rua. Fomos conversar com a mesma, e ele nos disse, que aquilo era comum eles fazerem. Dei-lhe um abraço e parabéns e ficamos com o legado de  uma cena sempre viva em nossa memória, independentemente do que foi registrado em fotos.

(Francisco Carlos Caldas, advogado e cidadãomunicipalista).E-mail “advogadofrancal@yahoo.com.br”     

http://www.simonleiloes.com.brwww.simonleiloes.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 4 =

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: