Reserva do Iguaçu: Zé Maria fala dos avanços e dificuldades da saúde

Foto: Nara Coelho/Fatos do Iguaçu

Em 2018 foram 12.724 consultas e 14 mil receitas atendidas

Por Nara Coelho

O secretário Municipal de Saúde  José Maria Lustosa Mendes, de Reserva do Iguaçu,  trouxe para secretaria municipal de Saúde a sua experiência como ex-secretário de Administração, tem sob sua coordenação 55 funcionários, 16 carros, frota renovada através do Programa Transporte Sanitário. Com esse programa vieram uma van, 5 veículos para o transporte sanitário. Eles estão licitando um micro-ônibus no valor de R$ 300 mil e uma van de 20 lugares, ambos com plataforma levadiça para cadeirante, mais uma ambulância.

Com números grandiosos, atendimentos na farmácia, 23.823, consultas 12.724, vacinas realizadas, 9.088, consultas de especialidades, 1.120, exames e procedimentos, 3.300, exames laboratoriais, 2.680, raio X 4.200, atendimento enfermagem, 10.647, visitas agentes de saúde, 9.054, “Nesse item, em especial, precisamos melhorar e já estamos tomando as providencias”, reconhece o secretário.

GESTÃO PARTICIPATIVA

Para garantir a qualidade no atendimento e potencializar, o secretário contou que setorizou o trabalho realizado pela secretaria, a de Saúde foi dividida em sete setores.

José Maria, ou Zé Maria, como toda a população chama o secretário, contou que  acredita em gestão participativa e dessa forma tem buscado trabalhar na Secretaria de Saúde do município.

O secretário formou uma equipe gestora, que é multidisciplinar, formada por representantes de todos os setores da secretaria, médicos, enfermagem, transporte, administrativo, vigilância sanitária, vacinação, entre outros, e esse grupo semanalmente se reúne e discute em cima do Plano Anual da Saúde o que está caminhando e o que precisa ser melhorado.

“Quando assumi a secretária, coloquei um coordenador em cada setor e semanalmente sento com esses coordenadores e discutimos os caminhos a percorrer e as soluções para os nossos problemas”, contou o secretário.

UM ATENDIMENTO HUMANIZADO

Zé Maria diz que está sempre conversando com a equipe no sentido de mostrar a ela que todos devem acolher o munícipe que chega à secretaria. “Quem vem até nós, já está fragilizado, assim, precisa encontrar aqui mais que um atendimento, o usuário precisa se sentir acolhido, penso que temos conseguido muitos avanços nesse sentido”.

10 PONTOS BÁSICOS

O secretario apresentou um relatório com dez pontos que fazem parte dos atendimentos da saúde de Reserva do Iguaçu,segundo ele, o município sempre investiu em torno de 21% mais que o índice obrigatório, que é de 15% do orçamento, mas que mesmo assim é um valor inferior para suprir a demanda, até porque os municípios acabam tendo que assumir responsabilidades que não são suas.

Responsabilidades do Município

Zé Maria, explicou que os municípios são responsáveis pela atenção primaria, que trabalha mais com a prevenção e bem estar da população e que as de meia complexidade são de responsabilidade do Estado, que seriam as consultas com os especialistas, exames mais complexos, cirurgias eletivas, mas como o Estado não dá conta e é na secretaria municipal que as pessoas vem procurar ajuda, o município acaba arcando com esses atendimentos, “Hoje todos os municípios que compõem a 5ª regional estão com fila de espera para as cirurgias, e filas grandes, fazemos a nossa parte, que é ter a clinica geral, as consultas ambulatoriais, a vigilância sanitária, as vacinas e a endemias, mas, quando encaminhamos para o Estado, as situações mais grave tudo para.

Para amenizar essa situação pois as pessoas muitas vezes estão em situação que não podem esperar, nós passamos a participar dos Consórcios, o CIS, e contribuímos nesse consórcio com 25 mil reais mensais, anualmente 300 mil reais, além de contribuição com o Hospital Santa Clara de Candói, que atende nossas emergências”.

MÉDICOS

Até uma semana atrás, quatro médicos e mais um do Estado, de 20 horas, que vinha dar atendimento no município, podia-se considerar uma situação satisfatória que possibilitava oferecer o atendimento médico a oito comunidades do interior, mas agora um dos médicos se desligou do município.

“Os médicos sempre preferem os centros maiores, assim, quando surge uma oportunidade eles nos deixam, já abrimos a contratação de emergência para contratar outro profissional” explicou Zé Maria.

A secretaria conta com 4 enfermeiros Padrão e 11 técnicos em enfermagem, o que garante à população um atendimento de 24 horas, além de desenvolver vários programas de prevenção à saúde como o Hiperdia, Puericultura, Monitoramento de Exames Preventivos, Saúde e Flúor na Escola entre outros. 

VACINAÇÃO

O ano passado Reserva do Iguaçu atingiu 98% da população alvo em relação à vacinação da gripe HN1N1, e esse ano a situação vai se repetir. “Já foi promovido um dia D na sede e vamos fazer outro na Vila Copel, temos que atingir 90% do público alvo e desses, já atingimos 65%, assim, com certeza até o dia 18 atingimos a meta e a superamos”, detalhou o secretário, lembrando que estão realizando a vacinação da febre amarela e que praticamente já atingiram 100% da população.

Para dar uma melhor condição de trabalho à equipe da vacina e um melhor atendimento à população que vem em busca das vacinas rotineiras, Zé Maria contou que a Sala de Vacina foi ampliada e remodelada.

CONTRATAÇÃO

O secretário reforçava que a ideia é trabalhar com a prevenção, o trabalho dos agentes de saúde comunitário e de endemia fazem a diferença na prevenção e por isso eles decidiram e abriram edital para a contratação de mais 11 Agentes de Saúde e 5 de endemias.

FARMÁCIA

O município tem o Conselho Municipal de Saúde e a REMUME, Relação Municipal de Medicamento, que contém 200 ítens da atenção básica, a farmácia da secretaria está sempre suprida com os medicamentos, “Mantemos a farmácia em dia porque optamos em participar do consórcio Paraná Saúde, que nos permite comprar mais por menor preço”.

Com o trabalho da assistente social e a parceria com o Ministério Público, ainda tem conseguido fornecer alguns remédios de   alta complexidade que o Estado não está fornecendo.

“Fazemos o dever de casa e vamos um pouco além”, declarou Zé Maria.

CLÍNICA DE FISIOTERAPIA

Em 2018 foram realizados 2.387 atendimentos na área de fisioterapia, esse ano está sendo adquirido mais 40 mil reais em equipamentos, “Queremos montar uma clínica de fisioterapia para podermos dar um atendimento de mais qualidade para os que precisam desse atendimento” ressaltou o secretário.

 

Deixe uma resposta

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: