Reserva do Iguaçu: Estacinho é a mascote da Educação Ambiental

Fotos: Divulgação/Ascom/PMRI

Por Nara Coelho

As secretarias municipais de Educação, Cultura e Esporte e de Meio Ambiente de Reserva do Iguaçu se uniram para trabalhar a questão da preservação do meio ambiente, a importância da Estação Ecológica para o municipio.

O PROJETO

Marilda da Silva Barbosa, que coordenou o projeto na secretaria de Educação, explicou que em 2018 as escolas começaram a desenvolver um trabalho voltado para a Educação Ambiental, realizado pelas professoras regentes de sala de aula, “Sentindo que precisávamos ampliar esse trabalho e como a Suzana nos procurou, pois era preciso ser desenvolvido o trabalho educacional em relação a Estação Ecológica, sentamo-nos juntas e pensamos num projeto que pudesse abranger toda a questão ambiental, da reciclagem à estação ecológica, a proposta é desenvolver ações com os alunos que reflitam na comunidade”, frisando que o trabalho foi desenvolvido por toda a equipe da secretaria e das escolas municipais.

UM PROJETO PILOTO

 Como esse ano era um projeto piloto, as aulas foram trabalhadas semanalmente com os alunos dos quartos e quintos da rede municipal, e ter um professor específico que desenvolveu o projeto, que foi o Leônidas Santos com o apoio do estagiário da secretaria de Meio Ambiente William Crotti Sobezackda, fez toda a diferença. O projeto tem vários objetivos, entre eles, a escolha da mascote para a Educação Ambiental. “O concurso foi um diferencial, ele deu um incentivo expressivo às crianças, fez a diferença no trabalho”, destacou Marilda.

VÁRIAS AÇÕES

A secretária de Meio Ambiente, Suzana Andria, explicou que com o projeto as ações ficaram mais ampliadas e coordenadas, inclusive com visitas à Estação, no aterro, na reciclagem e todas direcionadas, guiadas e orientadas, “O projeto tem vários objetivos, mas todos convergem para a Estação e a formação de uma nova geração que respeita, preserva o meio ambiente”, detalhou.

O CONCURSO

Para a escolha da mascote foi proposto um concurso, os alunos deveriam criar o desenho, o nome e o slogan da mascote. Os critérios de escolha foram originalidade, criatividade e vinculação ao tema do meio ambiente.

A comissão para a escolha foi formada por José Evando de Oliveira Soares, Junior Lima, Marcos Serpa, Mara Dallagnol e Suzana Andria, a tarefa foi árdua, pois chegaram desenhos lindos.

A PREMIAÇÃO

No dia 13, durante o Natal Encantado, foi feita a entrega dos prêmios e a apresentação da mascote, o Estacinho, para a comunidade, que encantou e animou a criançada.

O momento foi muito especial, a secretaria de Educação trouxe todos os alunos municipais para participar da entrega da premiação e conhecer a mascote Estacinho.

Teve brincadeira, brinquedos infláveis e o cantor Jucelino Alves, do conjunto Hart Sul, fez um show especial para e com as crianças tocando na gaita músicas infantis e cantando com elas e para elas.

 

OS CRIADORES DO ESTACINHO

Quem deu o nome de Estacinho à mascote foi o aluno Davi Dalla Barba Antunes, da escola Monteiro Lobato em referência à Estação Ecológica do Município.

A criadora em desenho da mascote, que é a representação de um tatu, animal típico da região que está em extinção e traz nele todas as cores da reciclagem foi a aluna Maria Eduarda da Silva, da escola Monteiro Lobato.

O slogan “Ainda é tempo de mudar, vamos reciclar e preservar”, foi criado pelo aluno Richard Wagner Basto, da escola Pedro Siqueira.

Os três alunos ganharam um tablet.

 

 

EM 2020 TODOS ESTARÃO NO PROJETO

 O secretário de Educação João Fernandes Nunes Felix, o Fernandão, e Suzana, declararam que o projeto deu muito certo e houve o envolvimento de toda a comunidade escolar e um resultado surpreendente dos talentos do município.

”O projeto, além de desenvolver nos alunos o respeito ao meio ambiente, mostra a eles que graças à Estação Ecológica, só esse ano a educação recebeu todo mês, trinta mil reais a mais no seu orçamento, que ajudaram a dar um ensino de mais qualidade a nossas crianças”, declarou o secretário.

Fernandão aproveitou o evento da premiação e anunciou que no próximo ano o projeto será desenvolvido com todos os anos do ensino fundamental I e que haverá nas escolas um professor exclusivo para trabalhar com a Educação Ambiental.

 

Faça seu comentário

%d blogueiros gostam disto: