Rebeca vencendo a mielo com a ajuda de todos

Foto: A irmã Maria Eduarda, a mãe Marianne e Rebeca | Nara Coelho/Fatos do Iguaçu

Rebeca Mattos Medeiros é uma menininha, linda, carinhosa, de um olhar vivo e um sorriso sapeca. Estar perto dela é se encantar com seu jeito meigo e alegre.

Foto: Nara Coelho/Fatos do Iguaçu

Essa garotinha tão linda, de 4 aninhos, desde o ventre veio mostrar que é forte e veio para lutar com garra e ensinar a perseverança e esperança à sua mãe Marianne Mattos Medeiros, ao papai Gilberto Carlos Medeiros e à irmã Maria Eduarda Mattos Medeiros, que cuida com muita atenção e carinho da maninha Rebeca.

Marianne contou que no quarto mês de gestação ela descobriu que Rebeca era portadora de hidrocefalia, “Mas era uma discreta hidrocefalia, que nem alterou nada no crânio da Rebeca”, detalhou.

O MIELOMENINGOCELE

Ao nascer, a família e os médicos descobriram que Rebeca teve problemas na sua formação, ela apresentou a Mielomeningocele, mais conhecida como Spina Bífida, é uma má formação congênita da coluna vertebral da criança, dificultando a função primordial de proteção da medula espinhal, que é o “tronco” de ligação entre o cérebro e os nervos periféricos do corp, Na Mielomeningocele, muitos dos nervos podem estar traumatizados ou sem função, sendo que o funcionamento dos órgãos inervados pelos mesmos (bexiga, intestinos e músculos) podem estar afetados. 

REBECA

No caso de Rebeca, a Mielo atingiu a bexiga, intestino e os músculos das  pernas, por isso faz pouco tempo que ela conseguiu se firmar em pé. Ela conseguiu esse avanço graças ao tratamento fisioterapêuticodesenvolvido pelo fisioterapeuta Ramon Cuevas do Chile, que é uma fisioterapia especifica para portadores de Mielomeningocele.

TRATAMENTO

A família de Rebeca conseguiu que o estado pagasse as fisioterapias que ela tem que fazer em Pato Branco, pois é lá que tem a fisioterapeuta que se especializou no tratamento através da fisioterapia, Cuevas Medek Exercises, CME, desenvolvida por Ramon. “Nós já vimos o resultado na primeira bateria de exercícios, pois em 10 dias a Rebeca ficou em pé, até ali ela não firmava as pernas”, contou Marianne. A mãe também explicou que a prefeitura dá o transporte que a leva toda semana a Pato branco fazer o tratamento.

Hoje a família gostaria muito de levar rebeca ao Chile para fazer o tratamento diretamente com Ramon Cuevas, pois as crianças que ele tem tratado têm conseguido resultados surpreendentes.

Para isso, a família está fazendo uma campanha para juntar o dinheiro para o tratamento, pois calcula que hoje o tratamento custaria em torno de R$ 40.000,00 entre as despesas com viagem, hospedagem e as sessões de fisioterapia, já que o cálculo tem que ser feito em dólar, esse valor pode oscilar um pouco.

REBECA CONTA COM A SOLIDARIEDADE

A irmã de Rebeca, Maria Eduarda e sua mãe contaram que estão muito felizes, elas já têm recebido muita ajuda e agradecem a todos de coração, mas ainda precisam de mais ajuda, assim elas fizeram a Ação entre Amigos no valor de R$ 5,00 que será sorteada no dia 22/12.

Quem quiser pode adquirir um número com elas ou mesmo ajudar a vender  ou fazer um depósito no Banco do Brasil, agencia 2450-3, conta corrente número 26.640X, variação 51, porque é uma poupança e está em nome da Rebeca.

Quem desejar dar outro tipo de colaboração ou conhecer um pouco mais a Rebeca é só  entrar em contato com a família pela página Rebeca Vencendo A Mielo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − 7 =

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: