Quilombolas buscam novos rumos

Alguns quilombolas estiveram reunidos na tarde desta sexta-feira, 8 de julho, na Câmara Municipal de Pinhão com o objetivo de encontrar a melhor solução para que o território onde vivem em Reserva do Iguaçu se torne uma boa fonte de renda às famílias que lá estão residindo.

“Solicitei está reunião para entrar em um acordo sob alguns fatos que vem acontecendo na nossa entidade. A presidente da Associação Eliodoro Paiol de Telha Fundão, Ana Maria dos Santos após algumas conversar com um engenheiro agrônomo nos repassou que necessitava de captar recursos para que pudesse ser iniciado o plantio das lavouras de feijão e milho, no valor de R$ 1.800 reais entre os 100 associados. Um valor considerado alto demais para alguns moradores e o prazo final é até o final do mês”, informou Manuel Ferreira dos Santos, o Maneco Bilardo membro da Associação.

Outras questões como as decisões tomadas pela presidente as quais não são comunicadas tanto a diretoria como para aos demais membros e as possibilidades de que o grupo se organize financeiramente para poder produzir de forma que contemple e sustente a todos também estão na pauta da reunião.

Reportagem completa na edição impressa que circulará dia 15 de julho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × quatro =

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: