Programa Empreendedor Rural tem a edição 2020 cancelada

Encerramento Programa Empreendedor Rural (PER) de 2019 | Foto: Fatos do Iguaçu/Arquivo

Redação Fatos  do Iguaçu com Assessoria

Para atender as orientações dos órgãos de saúde no combate a pandemia do coronavírus, o Sistema FAEP/SENAR-PR, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-PR) e a Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores Familiares do Estado do Paraná (Fetaep) não irão realizar a edição 2020 do Programa Empreendedor Rural (PER). Desta forma, as 50 turmas previstas para esse ano, em diversas regiões do Paraná, estão canceladas, assim como o evento de encerramento, marcado inicialmente para o dia 20 de novembro, em Curitiba. 

Desde 2003, o programa tem como objetivo estimular o empreendedorismo rural em todo o Estado, premiando os melhores projetos desenvolvidos para implementação de melhorias nas propriedades rurais e gerenciamento de oportunidades de negócios. Mesmo assim, os produtores rurais paranaenses poderão contar, ao longo de 2020, com mais de 400 cursos do SENAR-PR para ajudar na implantação e modernização de negócios dentro da porteira. 

Novo PER 

Em 2021, quando o Programa Empreendedor Rural for retomado, os produtores paranaenses irão contar com uma nova proposta de trabalho, mais moderna e de acordo com as atualizações que vêm ocorrendo no campo. Dede 2019, as três entidades parceiras têm trabalhado em um projeto-piloto voltado para o núcleo familiar do participante para futuras tomadas de decisões dos negócios rurais. 

A nova proposta foi elaborada por especialistas no tema e técnicos do Sistema FAEP/SENAR-PR, Sebrae-PR e Fetaep, que compõem a organização do PER. As novas metodologias contemplam, simultaneamente, três dimensões do aprendizado: elaboração de um plano de negócios, gestão do conhecimento e desenvolvimento humano. 

Com 136 horas de duração, as turmas do novo PER contam com 17 encontros, sendo uma visita técnica à propriedade de um ex-participante do programa. Nessa fase, os alunos conhecem na prática como foi a caminhada deste produtor durante o programa. Ainda assim, as diretrizes do programa seguem a linha de desenvolver e estimular a gestão qualificada da empresa-família, a aprendizagem a partir da experiência e o aprender a aprender como base para o desenvolvimento dos conhecimentos, habilidades e atitudes para provocar as necessárias mudanças na sociedade.

  

  

 

Faça seu comentário

WhatsApp chat
error: Alerta: O conteúdo está protegido !!
%d blogueiros gostam disto: