Juliana Tesseroli

A secretária de Administração do município de Pinhão/PR, Juliana Tesseroli, entrou em contato com o Fatos do Iguaçu e explicou que o prefeito José Vitorino Prestes só suspendeu o reajuste concedido aos funcionários por imposição legal.

O Tribunal Pleno, do Tribunal de Contas do Paraná emitiu o acórdão 2600/21 determinando que os municípios que haviam concedido o reajuste da inflação deveriam suspendê-los até 31 de dezembro.

Em janeiro reajuste será integral

Juliana detalhou que nesse ano o reajuste concedido fora de 4,52%, dividido em duas parcelas de 2,26% e que o município havia concedido a primeira parcela, “Infelizmente, e muito contrariados, mas tendo que obedecer ao Tribunal de Contas, tivemos que suspender o reajuste dado, em hipótese alguma o prefeito faria isso se não fosse uma imposição legal, mas, em janeiro de 2022, vamos conceder integralmente o reajuste de 4,52%”.

 


Compartilhe

Veja mais