Pinhão: Familiares se unem para cuidar do cemitério da Caroba

Vista parcial do cemitério | Foto: Nara Coelho/Fatos do Iguaçu

Caroba é um cemitério secular

Por Nara Coelho

Localizado no interior do município de Pinhão, a quarenta minutos da sede, mais ou menos uns doze quilômetros, sentido localidade de Santana, o cemitério da Caroba foi construído na fazenda da qual leva o nome, tem características bem especificas, hoje está arrodeado de plantações.

HISTÓRICO

 Segundo algumas informações levantadas quem fez a doação de meio alqueire para que ele fosse organizado foi o bisavô do senhor Neuraldo Mendes.

 

Caminhando pelo cemitério pode-se verificar túmulos com mais de 150 anos, mostrando que há pelo menos quatro gerações de várias famílias de Pinhão enterradas. Segundo informações levantadas por Rosemeri Nunes de Oliveira  e Evandy Maria da Silva, a Vanda  as pedras que foram construídos as sepulturas vieram de Irati, mas, talvez devido à distância ou mesmo o menor apego que as gerações mais novas tem com a tradição do cuidado com os túmulos e mortos, o cemitério da Caroba, andava, podendo-se dizer, abandonado, acontecendo nele duas limpezas no máximo por ano. Juntando o mato e mais o estado dos túmulos antigos, muitos bem estragados e alguns completamente destruídos, trazia ao cemitério um aspecto muito desagradável.

AMIGOS DA CAROBA

As amigas Meri e Vanda resolveram que era preciso unir as famílias para que todos juntos pudessem realizar uma boa limpeza, começando pelo mato que já cobria alguns túmulos até o tirar de muitos objetos e restos de materiais que estavam por lá.

Elas marcaram uma reunião lá na Caroba, e de lá para cá o cemitério está com cuidados constantes, “Marcamos a reunião, convidamos os familiares, porém, no dia choveu e veio pouca gente, mas dessa reunião formamos um grupo, montamos uma comissão mais de frente e todos concordaram em ajudar e iniciamos os trabalhos de limpeza”. 

Hoje elas já estão com trinta e oito pessoas participando do grupo no WhatsApp, porém sabem que ainda faltam representantes de várias famílias.

Além da limpeza as pessoas estão indo arrumar os túmulos que estão mais danificados e a proposta é ir encontrando os familiares e conversando para que cada família arrume as sepulturas que estão necessitando de reparos.

“Muitos já vieram, lavaram, pintaram, outros contaram que estão se organizando para arrumar, cuidar um pouco mais dos túmulos e isso tem nos deixado felizes, pois ali estão nossos antepassados, é preciso cuidar”.

Meri contou que a ideia é manter limpo e bem organizado o ano todo até para se evitar invasões, “Não temos nada contra os credos das outras pessoas, mas para nós o cemitério é lugar sagrado e infelizmente algumas pessoas tem usado o local para fazer macumba e isso nos deixa bem tristes”, contou ela.  

PARCERIA

Para a primeira reunião, o secretário municipal de infraestrutura, Denilson de Oliveira foi convidado. “Ele participou da reunião e o que nós solicitamos, que era a limpeza na proximidade do cemitério, a prefeitura fez, inclusive somos agradecidos, pelo trabalho realizado”. explicaram Meri e  Vanda

PROXIMA REUNIÃO

No dia 23, sábado, elas estão convidando as pessoas que tem familiares no cemitério para um café às 14h30min no Espaço Cidadão para que possam organizar os próximos passos para a limpeza e organização do local e prestarem conta do que foi feito até o momento.  

 

Deixe uma resposta

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: