Rev. Sandro

Vivemos numa cultura de rótulos, se você usa uma palavra que tal líder também usou, corre o risco de ser rotulado ou de fascista, esquerdista, homofóbico, retrógrado e a lista não tem fim. O feriado do dia 07 de setembro foi marcado por manifestações, agora dependendo do que eu colocar aqui, já vão me rotular de alguma coisa. É interessante observar que se o cidadão não concorda com a direita e rejeita a esquerda, então já é tachado de centrão, ou ainda de uma terceira via, ou ainda isentão.

A grande verdade é que até mesmo aquele que não se posiciona, já está se posicionando, pois, uma indecisão é uma decisão. Creio que a questão de se posicionar de uma forma correta, vai muito além de esquerda e direita, tem a ver com valores, princípios e bases justas, honestas, seguras, profundas que não nasceram de ideais partidários, são sim fruto de reflexões sérias, visando de fato uma sociedade melhor, um país melhor.

É bem verdade que nem direita e nem esquerda são posições totalmente puras. Endeusar partidos e ideologias pode ser sim perigoso, fazendo com que os seguidores se tornem bitolados, rejeitando tudo o que vem de uma posição contrária. Temos visto isto hoje, pessoas que perderam a noção da realidade, defendendo ditaduras, discursos de ódio, defendendo líderes políticos cujo legado está encharcado de sujeira, corrupção e outras muitas coisas. É bem fácil identificar as posições doentias, a pessoa foge da realidade, por mais que que você mostre, prove, desenhe.

O bitolado não aceita críticas, sempre tem um discurso raso, superficial chegando ao ponto de defender o indefensável. Esse tipo de posicionamento é perigoso. Penso que a melhor posição é aquela que vem antes de ideologias e partidos políticos, gosto muito de um versículo nas Escrituras que me ajuda e muito nos posicionamentos “tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento”. Filipenses 4:8 .

Minha posição leva em conta esses valores, leva em conta a família, rejeitando ideologias que querem deturpar a família. A forma de olhar a política, o mundo, o contexto é sempre pelas lentes das Escrituras. Torço e oro por este país tão querido que Deus na sua graça me deu o privilégio de nascer e viver. Oro sim por esta crise política que afeta nossa nação, oro para que as coisas melhorem, pois se o país melhora todos ganham, se piora, todos perdem. É tempo de se posicionar a favor do que realmente é certo e vale a pena, é tempo de se manifestar pelo que é justo.

É tempo de reavaliar os posicionamentos, passar um antivírus, revitalizar certos valores, bem como jogar fora certos pesos. O maior perigo é você achar que é possível ser neutro, esse sim é um posicionamento perigoso. Que o Eterno Deus nos ajude a nos posicionarmos a favor do que vale a pena, mesmo que isso redunde em rótulos.

Rev Sandro Carvalho Rodrigues – pastor da Igreja Presbiteriana de Pinhão

PARA LER OUTROS ARTIGOS – CLIQUE AQUI


Compartilhe

Veja mais