Não me lembro

Creio que todos, em algum momento, já esqueceram de uma data importante, de algum compromisso, de algum objeto, até mesmo a senha do banco (do FaceBook também). Até mesmo aqueles que afirmam que nunca esqueceram de nada, é por que não lembram que já tiveram problemas com o esquecimento. Na revista Saúde (Outubro 2016), uma neurocirurgiã aponta que estresse, cansaço, rotina carregada, insônia, são alguns dos fatores que tem afetado a memória, inclusive dos jovens.

Estudos feitos pela Unicamp, apontam o mesmo problema. Devido a correria do dia a dia, muitos correm o risco de esquecerem o porquê estão fazendo o que fazem. A ansiedade é outro fator, a pessoa fica tão preocupada com algo que vai acontecer, que esquece de outras questões importantes. Existe um tipo de esquecimento que não é problema com estresse, insônia, e outros, é o não considerar mais pessoas, certos valores e princípios como sendo importantes.

É triste ver filhos esquecendo cada vez mais dos pais, sem falar das amizades esquecidas. Pais aguardam esperançosos, uma visita, um telefonema e devido a correria do dia a dia, filhos esquecem.  Nos dias de hoje falamos e ouvimos muito “perdão, esqueci completamente”. Indo além, muitos valores e princípios inegociáveis estão esquecidos. Novas ideologias estão tentando desconstruir verdades absolutas, valores absolutos. No âmbito político, pré-candidatos vem com um discurso tão bonito que, se o cidadão não tomar cuidado, acha que de fato eles estão fazendo o máximo pelo povo.

Não podemos esquecer dos corruptos, daqueles que prometem, mas não cumprem, daqueles que aparecem somente no ano das eleições, daqueles que fazem algo pelo povo apenas no último ano de mandato, daqueles que são hipócritas, e são coniventes com os corruptos. Em algum momento vamos esquecer de algo, mas que não nos esqueçamos do que é verdadeiramente importante.

Valorize os seus, ligue, visite mais os seus, para não cair no esquecimento. Fale mais, com atitudes e palavras, “eu te amo”, para o teu cônjuge, para os teus filhos, para os teus pais.  Deixei por último o mais importante – não esqueça de Deus, porque Ele não esquece de você. Naqueles dias em que o chão desaparece debaixo de seus pés, não esqueça de que Deus o segura.

Nos dias de conquistas, em que está tudo bem, não esqueça de agradecer. Nos dias de desesperança, traga a sua memória o que pode dar Esperança – DEUS. Quando Deus não é importante, não é considerado, isso não é questão de que Ele está distante, ausente, não existe – antes é porque está esquecido nos corações. Que Deus nos ajude a nos lembrarmos sempre Dele, dos que nos cercam, enfim daquilo que é verdadeiramente importante e relevante.

Rev Sandropastor da Igreja Presbiteriana do Pinhão

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + treze =

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: