Não é só matricular, pais precisam participar da vida escolar

Pedagoga Nagelly Ferreira Coelho, da  Escola Municipal Frei Francisco | Foto: Nara Coelho/Fatos do Iguaçu

Pesquisa mostra que participação ativa melhora desempenho dos alunos

Por Nara Coelho

Há muitos anos que a escola vem batendo na tecla que a participação ativa dos pais na vida escolar dos filhos faz toda a diferença na aprendizagem dos alunos.

PESQUISA

Segundo dados divulgados pelo Programa Internacional de Avaliação de Estudantes, Pisa, pais mais interessados fazem com que os filhos tenham melhor desempenho nos estudos. Entre os estudantes que disseram que os pais se interessam muito pela vida escolar, a média de desempenho em Ciências foi quase 16% maior que o daqueles cujos pais não demonstram interesse pela escola.

A FUNÇÃO DE PAI VAI MUITO ALÉM QUE MATRICULAR

A pesquisa mostrou que quando a família valoriza a escola, a criança tende a tornar-se mais segura nas relações sociais, no estabelecimento de amizades e na visão de si mesma, a incidência de indisciplina diminui e os problemas comportamentais também, refletindo nos resultados escolares.

A pedagoga Nagelly Ferreira Coelho, da escola Municipal Frei Francisco, reforça esse dado da pesquisa, “Os pais ou responsável fazem a matrícula e pensam que é só essa a obrigação deles. A escola tem a função do aprendizado, de desenvolver o conhecimento, também os valores e respeito, mas a primeira educação é a que vem de casa, essa precisa valorizar a escola, quando a família valoriza a escola, o aluno já chega com outra postura”.

A pedagoga conta que a participação dos pais passa pela compra do material e uniforme, “Quando o pai tem o cuidado já na compra do material, quando vem na escola procurar saber sobre o material, conversar quando ele não pode comprar tudo, ja percebemos que é um pai interessado e o aluno já chega na escola já mais confiante e interessado. Porém, ainda muitos pais acham que a escola tem que dar tudo”. Ela destaca que a participação nas reuniões e atividades diferenciadas que a escola realiza é fundamental,

“Quando a família está presente na escola o aluno é participativo e interessado, é importante que os responsáveis venham participar das reuniões, das apresentações dos alunos, a felicidade do aluno quando está se apresentando e vê os familiares é imensa e faz a diferença na aprendizagem dele”.

Ela contou que infelizmente a escola além de enfrentar a não participação dos pais nas apresentações ainda tem família que não vem e não deixa o aluno vir se apresentar, participar da atividade diferenciada.

TAREFA DE CASA É PARA SER FEITA COM OS PAIS

Um ponto que a pesquisa mostrou é que quando os pais ou responsáveis estão presentes na hora do aluno realizar a tarefa de casa o rendimento melhora muito. “Não é uma questão de ajudar a fazer a tarefa, é estar com o filho na hora dele fazer as tarefas, é olhar o caderninho, sentar do lado, conversar sobre a escola, mostrar interesse, é preciso estar presente, valorizando o momento da tarefa e a escola, consequentemente”, frisou Nagelly.

AÇÕES PARA TRAZER OS PAIS PARA A ESCOLA

A escola municipal Santa Terezinha, no ano passado, apos discutir com o corpo docente a importância da presença dos pais na aprendizagem e desenvolvimento dos alunos pensou em estratégias para trazê-los para mais próximo das atividades escolares.

A diretora Rosenei, a pedagoga Célia Maria e a secretária Valeria Baggio da Escola Santa Terezinha | Foto: Nara Coelho/Fatos do Iguaçu

GRUPO WHATSAPP

A diretora Rosenei Maria de Oliveira, a pedagoga Célia Maria de Campos Santos e a secretária Valeria Baggio contaram que foi criado o grupo de Whatsapp da Escola e que isso melhorou a comunicação entre pais e escola, “Nesse grupo estão os pais, professores  e os motoristas do transporte escolar, tem ajudado na comunicação entre a escola e as famílias, colocamos as atividades diferenciadas que os professores realizam, informações, aviso das reuniões, isso ajudou na relação escola familia”, afirmaram as profissionais.

CARTÃO DE PARTICIPAÇÃO

Segundo Valeria, “Os pais não participavam muito da escola da vida escolar dos filhos, eles achavam que não era importante, então pensamos que era preciso ter um atrativo para eles virem e criamos o cartão participação”.

No início do ano, cada família recebe um cartão que tem as reuniões da escola, se um responsável vem na reunião elas colam no cartão um adesivo que é o emblema da escola, se ao final do ano o cartão está completo com todos os adesivos os pais concorrem a um prêmio. O cartão é feito por turma. “O quanto foi bom esse adesivo, a participação dos pais aumentou mais de oitenta por cento nas reuniões, eles começaram a ver que é importante acompanharem a vida escolar dos filhos e o rendimento dos alunos melhorou muito”, destacaram as profissionais. 

NÃO IMPORTA A IDADE

Na educação infantil é comum haver muito a participação dos pais, mas essa tende a diminuir com o passar dos anos escolares. A pesquisa mostra que não importa a idade ou grau de ensino que o aluno esteja, o acompanhamento e presença dos pais faz toda a diferença. Os especialistas lembram que em cada fase o aluno terá necessidades, preocupações e dificuldades diferenciadas, por isso a presença dos pais é fundamental da educação infantil a faculdade.

 

Faça seu comentário