Gisele de Pádua – Repórter do Fatos do Iguaçu

O final de semana foi bastante agitado para a equipe de plantão do 4º Pelotão de Policia Militar de Pinhão.   A cultura machista imperou em algumas ocorrências e também de dirigir sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), ou seja, “não dá nada”, está dando muita dor de cabeça para pais que insistem em permitir que seus filhos menores conduzam veículos sem a devida aptidão.

Ameaças

Na noite de sexta-feira, dia 07 de julho, por volta das 22h29 compareceu ao Pelotão uma senhora A.F. D, contando que seu filho L.A.C.M.chegou à casa alterado ameaçando agredi-la. Relatou que possui medida protetiva de afastamento do lar contra seu filho. A equipe se deslocou até a sua residência, no bairro N.S. Aparecida onde foi dado voz de prisão ao jovem, sendo encaminhado à delegacia para medidas cabíveis. A mãe decidiu em representar criminalmente contra o rapaz.

No dia 08 de julho as 16h30, a senhora L.A.A. moradora no bairro São Cristóvão entrou em contato com a equipe relatando que sofreu ameaças e teve que correr de seu marido M.D. S. No local em conversa com a solicitante esta manifestou o interesse em retirar seus pertences pessoais da residência, não havendo interesse em representação, a vítima foi orientada aos procedimentos cabíveis.

Às 23 horas de sábado, dia 08 de julho, a senhora S.A.C. compareceu ao Pelotão declarando que seu esposo C.J.C. efetuou um disparo de arma de fogo contra a mesma, sem conseguir acertá-la. Foi realizado patrulhamento nas imediações de sua residência no bairro Colina Verde, porém sem êxito, a vítima recebeu as orientações necessárias.

No domingo 5h17 policias faziam patrulhamento de rotina quando foram abordados por duas mulheres, muito nervosas falaram que dois indivíduos a abordaram e de posse de um facão ameaçando-as e pedindoos celulares saindo correndo em sentido a Praça Darci Brolini.

De imediato a equipe avistou dois rapazes de posse de um facão cada, iniciando um acompanhamento a pé sem êxito, retornando ao patrulhamento já motorizados quando na avenida Hipólito Ayres de Arruda foram novamente avistados e se esconderam em uma residência, encontrados e conduzidos ao Pelotão para averiguação e reconhecimento das vítimas que não compareceram. Diante dos fatosfoi repassada a situação a Polícia Civil e ao Conselho Tutelar.

Dirigindo sem CNH

NA sexta-feira, dia 07 de julho as 12h15 no bairro Lindouro, durante patrulhamento pela rua Rui Barbosa, a equipe observou em atitude suspeita um motociclista que ao perceber a presença da PM demonstrou certo desconforto. Abordado o condutor foi identificado como um menor que não possui CNH e a motocicleta Honda 125 vermelha estava com débitos referentes à documentação sendo recolhida ao pátio do Pelotão e o menor acompanhado e liberado a sua mãe.

Na noite de domingo, a 1h20 em patrulhamento pela avenida Trifon Hanycz percebeu que o veículo Fiat Prêmio em atitude suspeita, realizada abordagem foi constatado através do sistema SESP/Intranet que o condutor J.M. A não possui CNH e a documentação do veículo estava com débitos de licenciamento que foi recolhido ao pátio do 4º Pelotão e lavradas às notificações.

Em seguida foi abordado o veículo VW/Voyage na Rua Antônio Tussoline que no momento era conduzido por S.L.S. que não possui CNH. Consultado o sistema foram constatados que o veículo possui débitos referentes ao licenciamento sendo recolhido ao pátio e lavrado as notificações.

.

 

 

 

 


Compartilhe

Veja mais