Maio Amarelo: Acidentes de trânsito diminuem durante a pandemia

Por Nara Coelho

Maio Amarelo está na 7ª edição, é uma Campanha que visa chamar a atenção para o alto índice de feridos e mortos no trânsito e conscientizar motoristas e pedestres que a redução de acidentes está diretamente ligada à responsabilidade e comportamento de cada um.

PERCEBA O RISCO, PROTEJA A VIDA

A campanha de 2020 está voltada para os profissionais que prestam serviços essenciais ao país. Em razão da pandemia do coronavírus, é totalmente digital com o tema “Perceba o risco, proteja a vida”.

Segundo o Ministério da Infraestrutura, a campanha Maio Amarelo vai disponibilizar informações e orientações que auxiliem na proteção de profissionais que precisam estar diariamente nas ruas para garantir a saúde e segurança da população e o abastecimento do país durante o enfrentamento ao coronavirus como médicos, enfermeiros, taxistas, caminhoneiros.

  

MAIO AMARELO KIDS

 Foi lançado o aplicativo Maio Amarelo Kids para trabalhar a educação no trânsito com as crianças. Ele está disponível gratuitamente nas lojas da App Store e Google Play para crianças de 7 a 14 anos.

DADOS

Pelos dados da PRF, Polícia Rodoviária Federal, em 2019 no Brasil houve redução de 2,6% nos acidentes em rodovias em relação ao ano anterior. Por outro lado, o número de vítimas subiu 3,3%. Ao todo, 5.332 pessoas morreram no trânsito no ano passado contra 5.269 fatalidades registradas em 2018.

Segundo o relatório da PRF a primeira causa dos acidentes é a falta de atenção, 37,1%, desobediência às normas de trânsito, 12% vem em segundo lugar e em terceiro a velocidade superior à permitida 8,9% e consumo de álcool 8,0%.

A falta de atenção está diretamente ligada ao uso do celular ao dirigir. Os dados mostram que a dupla celular e direção tem um alta probabilidade de terminar em acidentes de trânsito.

  

TRÂNSITO X PANDEMIA

 De 11 de março a 26 de abril a PRF registrou uma redução de 26% no número de acidentes em todo o Brasil, se comparado ao mesmo período de 2019. Os registros caíram de 8.251 para 6.070. Os acidentes graves caíram de 2.084 no ano passado para 1.659 nesse período de pandemia, uma redução de 20%. O órgão registrou também uma queda de 29% no número de feridos, que passou de 9.435 para 6.708. Isso significa dizer que são 2.727 pessoas feridas a menos, que poderiam necessitar de atendimento hospitalar, e 2.727 leitos a mais para quem precisa ser tratado da COVID-19.

A Polícia Rodoviária Federal reforça a importância da obediência às leis de trânsito já que de 11 de março a 26 de abril foram registrados 552 óbitos nas estradas federais brasileiras. O número é apenas 3% a menos do que o registrado em 2019.

Fontes: Agência Brasil/ Relatório da PRF

Faça seu comentário

WhatsApp chat
error: Alerta: O conteúdo está protegido !!
%d blogueiros gostam disto: