Lidando com o luto

Embora a morte seja uma grande certeza, que todos irão passar, não é um assunto que gostamos de conversar, muito menos pensar sobre isso. Falar da vida é muito melhor, acordar todos os dias e agradecer pelo dom da vida, é algo que deveríamos fazer todos os dias, pois querendo ou não, a vida nesta Terra é breve. Se tem algo que desestrutura, mexe com a família, é a perda de alguém, você receber a triste notícia de que alguém próximo morreu.

Nestes tempos de Pandemia, já fomos surpreendidos, pela notícia do falecimento de alguém, nos entristecemos, enviamos mensagens de consolo e conforto aos familiares, e de repente, para aqueles que não são tão próximos, tal perda cai no esquecimento, sendo lembrado de forma esporádica, agora para os de perto, tal perda não cai no esquecimento, há um processo de luto que é diferente, de pessoa para pessoa.

A grande questão é, como lidar com o luto? Para responder tal pergunta, precisamos antes de tudo saber lidar com a vida, ou seja, se eu ficar pensando, que um dia vou ter que enfrentar perdas na minha família, se ficar pensando que um dia terei que enfrentar a morte, eu corro o risco de viver um luto antes de passar pela perda, e mais, deixo de desfrutar do milagre da vida. O conselho é, viva a vida, desfrute da companhia daqueles que estão perto, não deixe para depois o elogio ao cônjuge, aos pais, aos filhos. Celebre as conquistas de seus amigos, ao mesmo tempo que estenda a mão quando as coisas não estiverem bem. Já parou para pensar que é na perda de alguém que muitos lamentam os encontros, os abraços, as conversas, que não aconteceram.

Outro conselho, e creio ser o mais importante, entregue a direção de sua vida ao Doador da vida – DEUS. Ele nos dá sabedoria para vivermos bem e melhor, Ele nos fortalece para enfrentarmos as dificuldades e pandemias da vida, Ele nos livra de caminhos que as vezes parecem ser bons, mas apenas parecem. Ele nos ajuda inclusive a lidar com as perdas na caminhada da vida. Ele nos consola e conforta e nos ajuda a viver, mesmo com as perdas. Ele nos ajuda a não perdermos tempo com mágoas e rancores, que nada ajudam.

Por fim, quando a perda chegar à sua casa, não ignore o luto, ele faz parte, o que não pode acontecer é o luto eterno. Peça a Deus o consolo e a paz que só Ele pode dar. Com respeito aqueles que partiram, que permaneça a saudade gostosa, a gratidão pela sua história e legado. Embora a maratona da vida chegou ao final para alguns, para você que está lendo, ainda há um caminho a percorrer, e na tua maratona permaneça com os olhos voltados para Aquele que vai te guiar sempre pelo caminho certo – JESUS. Assim como um atleta celebra a vitória numa maratona, mesmo cansado, que você possa completar a sua maratona, em paz, com alegria, porque viveu uma vida que valeu a pena.

Como diz a Escritura Sagrada “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu: há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou; tempo de derribar e tempo de edificar; tempo de chorar e tempo de rir; tempo de prantear e tempo de saltar de alegria; tempo de abraçar e tempo de afastar-se de abraçar…” (Eclesiastes 3:1-4). Que em todo o tempo, sua vida seja cheia de vida e espalhe vida.

Rev Sandro – pastor da Igreja Presbiteriana de Pinhão

LEIA TAMBÉM:

Amor ao próximo não está de quarentena

Para quem ama a vida e quer ser feliz

Lidando com o medo

Faça seu comentário