Há esperança para nossa nação

Omitir, mentir, esconder, negar, tirar vantagem, fingir, são alguns termos que refletem a grande maioria dos ditos representantes do povo; e isso não traz nenhum orgulho para a nossa nação. A última decisão do STF foi um tapa na cara da justiça, dando margem para que pessoas mal-intencionadas, continuem fazendo o que é errado, pois devido a tantos recursos, correm o risco de não serem presos, ou ainda, morrerem antes de sair uma decisão última.

Aqueles que devem aplicar a lei não estão acima da lei, antes estão debaixo da lei, mas as vezes se colocam como superiores a tudo e a todos. Infelizmente, o discurso de que a lei é para todos, parece muito utópico, pois na prática, há diferença sim. Quando certos grupos, tem a seu favor recursos para não serem processados como cidadãos comuns, cria-se uma classe ou classes de pessoas que parecem intocáveis.

Na verdade, quando se exige uma diferença na forma como a justiça deve ser aplicada, demonstra egoísmo, preconceito, e sinceramente, dá margem para a corrupção. E isso de fato acontece, quantas obras anunciadas chegam atrasadas, cheia de falhas, desvios de recursos e muitas vezes mal planejadas, e no final, fica tudo por isso mesmo; e mais o nome do “fulano” fica em evidência, sendo que os recursos para tais obras vieram do povo.

É por isso que as pessoas de bem, precisam se manifestar, lutar de fato por aquilo que é certo, independente se vai atingir tal partido ou tal pessoa. Precisamos ainda refletir sobre a nossa prática de vida, pois de que adianta cobrar honestidade e justiça daqueles que estão no poder, e no cotidiano, procurar sempre tirar vantagem de tudo, enganando seu próximo, prejudicando seu vizinho.

Os vídeos no “Youtube” que mostram como burlar alguma coisa, estão no topo, com milhares de visualizações, demostrando assim, que precisamos estar atentos e sempre atentos as nossas atitudes e motivações. Outro aspecto a ser considerado, é que não devemos endeusar pessoas, partidos, cegando assim a noção do que é certo ou errado, cuidado com as suas intenções em defender algo.

O que não podemos de forma alguma é achar tudo normal, deve haver uma inquietação em relação ao que está errado, em outras palavras, “do jeito que está não pode continuar”, e isso começa em como escolhemos os governantes.

Por último, creio que há esperança para a nossa nação, precisamos orar intencionalmente pela nossa nação, pois como diz as Escrituras “Feliz é a nação cujo DEUS, é o Senhor” (Salmo 33.12). Ninguém está acima de Deus, nenhum partido, nenhum político, enfim nada. Vale a pena clamar a Deus para que a sua justiça prevaleça. O Brasil precisa de nossas orações. Para que nosso país alcance maiores altitudes, precisamos sim de melhores atitudes, e as mudanças para o melhoramento de nossa nação começam na vida, na casa, na família de cada um.

Que Deus abençoe nossa nação e que a justiça de fato, prevaleça. Que a honestidade, a justiça, a verdade, boas atitudes, possam definir aqueles que nos representam.

Rev Sandro – pastor da Igreja Presbiteriana de Pinhão

 

Faça seu comentário

%d blogueiros gostam disto: